10 Considerações sobre Laços de Sangue, ou como alquimistas cuidam do mundo...

O Blog Listas Literárias leu Laços de Sangue, de Richelle Mead, publicado pela Editora Seguinte, e publica neste post suas 10 considerações sobre o livro:

1 - Laços de Sangue, de Richelle Mead, primeiro livro da série Bloodlines, é uma aventura cheia de movimento e elementos fantásticos em um universo que alquimistas e vampiros realizam suas alianças ao mesmo tempo que não se suportam. Isto constrói uma trama dinâmica e jovem, e não revitalizando, mas sim mantendo todo o interesse dos leitores sobre vampiros e outras coisas fantásticas;

2 - Mesmo através de um universo fantástico e um pouco místico Laços de Sangue acaba dialogando com as principais questões dos jovens, tais como o comportamento diante desafios, a capacidade, ou a incapacidade de lidar com as diferenças, ou seja, através da fantasia Richelle Mead traz para a mesa questões com as quais os jovens se identificam;

3 - Além disso, o livro apresenta uma narrativa que convida a leitura, muitas vezes além da fluência textual, usando de ganchos aos finais de capítulos que nos impulsionam a querer mais;

4 - A protagonista Sidney Sage é também um dos pontos fortes do livro, com sua personalidade muito forte, o que acaba conduzindo as ações do enredo através de sua própria narrativa;

5 - Vale comentar que Laços de Sangue usa do aumento gradativo de seu ápice de tensionamento, sendo em seu começo um tanto introdutório acompanhando a vida de jovens e importantes moróis, dampiros e alquimistas, até a parte final quando a ação chega ao seu pleno;

6 - Embora com criaturas sobrenaturais Laços de Sangue é uma trama suava mais calcada na ação do que propriamente no terror, assim se torna uma obra direcionada aos mais distintos públicos;

7 - Para quem gosta de vampiros, neste universo de Richelle Mead ( alguns personagens do livro fazem parte da série Academia de Vampiros da autora, mas como não a li, não poderia precisar quais) mesmo se tratando de uma literatura para jovens, as criaturas não são ridicularizadas como em alguns casos, e podem por sinal se tornar bem perigosos e mortais, o que certamente é um ponto a mais para a série;

8 - Além disso, para confrontar os vampiros em seus distintos tipos há a organização dos alquimistas da qual Sage faz parte, e isso junta duas forças místicas, já que a alquimia e seus segredos instigam leitores, além de ser uma ótima oportunidade para encontrarmos novas experiências;

9 - Somando-se a tudo isso, o livro apresenta a fragilidade dos acordos, a necessidade de superar certos conceitos pré concebidos, bem como a força e a obstinação, especialmente no caso de Sidney Sage que não se assusta com as adversidades, seja com vampiros, ou com seus pares alquimistas, e mesmo ela achando o contrário está sempre preparada para o enfrentamento;

10 - Enfim, Laços de Sangue de Richelle Mead é uma leitura jovem e dinâmica que certamente agradará aos leitores ávidos por aventura e vampiros;





10 Considerações sobre Laços de Sangue, ou como alquimistas cuidam do mundo... 10 Considerações sobre Laços de Sangue, ou como alquimistas cuidam do mundo... Reviewed by Douglas Eralldo on sábado, dezembro 21, 2013 Rating: 5

Nenhum comentário