10 Dicas de Escrita por João Barreiros

Duas coisas que os leitores do blog gostam é dicas de endereços para conseguir boas informações, e também dicas de escrita. Por isso juntei as duas coisas no post de hoje, compartilhando as 10 dicas de escrita de João Barreiros, escritor português licenciado em filosofia e professor do ensino Secundário, é tradutor, autor e (até já foi) editor de ficção científica. As dicas foram publicadas pele excepcional Revista Bang!, gratuita e digital produzida pela editora da Terra Mãe, Saída de Emergência, com o catálogo voltado para a literatura fantástica:

* Ah, vale o aviso que não fiz a tradução do português, para o português! 

1 – Antes de começar a escrever uma só linha que seja,leiam pelo menos vinte mil livros do gênero. Isto para ganhar “calo”.

2 – Isolem-se. No interior de uma montanha, no mais profundo dos oceanos, no recato solitário do vosso scriptorium, sem familiares, criancinhas ou animais de estimação por perto.

3 – Não se ponham a ouvir música, ou o gorgolejar do puto, ou as vacuidades da sogra. Silêncio absoluto.

4 – Esqueçam o acesso à Net. Balzac não o tinha. Tolstói não sabia o que isso era. Se tiverem dúvidas quanto à investigação, ponham isso entre parênteses, teclem dúvida, e esperem até chegar ao fi m do livro para as resolver. 

5 – Não se ponham a comprar livros sobre dirigíveis ou física quântica, porque não vão ter oportunidade para os ler. Perde-se tempo e dinheiro a investigar em demasia. Vão gastar mais dinheiro neles do que aquilo que vão receber com os direitos de autor. 

6 – Perante o horror de uma página em branco, escrevam nela qualquer coisa para começar. Tipo “O Zezinho era nhónhó”. Esta edifi cante frase poderá ser utilizada como alavanca inspiradora. 

7 – Preenchida a primeira página, apaguem a frase acima citada, pois deixou de ser necessária. Não se esqueçam de a retirar. Os revisores de provas não querem saber disso, e ela, para vossa vergonha, irá aparecer escarrapachada no início da vossa obra-prima. É certo e sabido. 

8 – As Musas são vampiras cruéis. Mas vocês não podem viver sem elas. Invoquem-nas. Façam sacrifícios de sangue. Ofereçam-lhes a Tia Alzira, que não está a fazer nada neste mundo. Juro que funciona. E depois fi quem à espera que alguém se debruce sobre os vossos ombros. Alguém que aceitou as oferendas. 

9 – Deixem que os sonhos vos conduzam. Um impasse narrativo é geralmente solucionado depois de uma noite bem sonhada. 

10 – Não avancem mais do que a vossa inspiração. Quatro páginas por dia, todos os dias à mesma hora. Mexam e remexam no que já escreveram. Declamem o texto em voz alta. Bebam litros de café. Mastiguem e remastiguem o que já fi zeram. Como diria Buzzati, “A eternidade chega, mas chega devagar”...
10 Dicas de Escrita por João Barreiros 10 Dicas de Escrita por João Barreiros Reviewed by Douglas Eralldo on terça-feira, julho 23, 2013 Rating: 5

Um comentário

  1. Obrigada, Douglas. Adorei as dicas :)
    Especialmente interessante aquela sobre escrever qualquer coisa (qualquer coisa mesmo) na página em branco, para começar. Foi o mesmo conselho que recebi do meu orientador, quando estava com dificuldade de começar a escrever uma tese.

    ResponderExcluir