10 Considerações sobre 1984, ou como o futuro imaginado no passado enfim invade o presente

O Blog Listas Literárias leu 1984 de George Orwell, e traz neste post suas 10 considerações sobre o livro:

1 - 1984, de George Orwell  é uma obra que rompe com o tempo, escrita em um passado que se foi, e criando um futuro que já ultrapassamos em relação ao calendário, mas que talvez como um alerta esta invadindo nosso presente com não uma, mas muitas questões atuais que merecem debate e reflexões diante de tantas similaridades com os dias de hoje, numa distopia ficcional que a cada dia torna-se real. Certamente essa imortalidade de conteúdo é um dos fatores que fazem de um livro um clássico;

2 - Pretendo (mas nem sempre dou cabo ao que pretendo) aprofundar o assunto num post em vídeo, mas queria aproveitar para reforçar o quanto impressiona o olhar de Orwell que lá em 1948 anteviu fatos que hoje convivem com nosso presente, e não falo aqui tão somente da capacidade do estado vigiar cada cidadão, mas há no livro sim uma série de visões que podemos traçar um paralelo com nossos dias de agora;

3 - Acredito que seja fundamental a leitura de 1984 com certo desapego de possíveis convicções políticas para de certa forma não tornar-se como um dos membros do Partido, incapazes de observar a grande mensagem, ou pior ignorar o alerta contido em cada parágrafo do texto;

4 - De toda forma é inegável a grande crítica do autor ao fascismo e ao comunismo, em geral sua visão assustadora a regimes totalitários dando os créditos justos aos que abolem a democracia, e especialmente a liberdade do indivíduo;

5 - Mas também é possível compreender que o livro não deixa de criticar a capacidade de subserviência e inércia da humanidade diante de certos fatores, no livro exemplificada na forma com que os "Proletas" acabam aceitando o regime do Partido, fortalecido pela liderança do Grande Irmão;

6 - Por isso mesmo sem possuir grandes poderes, ou ser um personagem forte fisicamente dá para afirmar que Winston Smith é sem dúvidas um dos maiores heróis da literatura em vista de sua batalha descomunal de tentar manter sã aquilo que a pessoa possui de mais importante: a mente e a capacidade de discernir, opinar, e pensar por vontade própria;

7 - Aliás, a mente e a capacidade de memória surgem no livro como aspectos fundamentais para evitar que tornemo-nos meros zumbis seguindo a turba sem questionar, e pior ainda sem compreender o porquê fazemos;

8 - Talvez por essas e outras coisas gostaria de ter lido um desfecho diferente a Winston, para Oceânia, pros Proletas... 

9 - Bom ressaltar também que a edição lida pelo blog publicada pela Cia das Letras além do romance mergulha ainda mais no estudo desta obra fundamental com importantes apêndices que auxiliam ao leitor se aprofundar e compreender ainda mais o livro;

10 - Enfim, 1984 é de fato uma leitura obrigatória, e que além de sua ficção primorosa é capaz de abrir horizontes ao leitor, bem como colaborar com argumentos valorosos para a compreensão do mundo, seja no passado, ou no presente onde a presença do Grande Irmão é cada dia mais próxima, porém muito mais perigosa visto que no mundo real ele está disfarçado por muitos nomes, e sem qualquer rosto, muito menos bigode!

Ah! E Sorria, vocês estão sendo filmados


10 Considerações sobre 1984, ou como o futuro imaginado no passado enfim invade o presente 10 Considerações sobre 1984, ou como o futuro imaginado no passado enfim invade o presente Reviewed by Douglas Eralldo on quarta-feira, julho 03, 2013 Rating: 5

2 comentários

  1. Meu livro preferido há anos!

    Que tal escrever também sobre "a revolução dos bixos" dele e "admirável mundo novo" de Aldous Huxley?!

    Excelente blog! Acompanho cada post!

    OBS: Já pensou em pagar uns 15,00 por ano para comprar um domínio e parar de usar o ".blogspot"?!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Felipe, já possuo o dominio www.listasliterarias.com mas até então não tenho o que me queixar do blogspot, por isso tenho mantido aqui.

      Obrigado pelo comentário

      Excluir