10 Considerações sobre The Walking Dead – O Caminho Para Woodbury, ou como sobreviver a hordas de zumbis, e humanos piores ainda...

O Blog Listas Literárias leu The Walking Dead - O Caminho para Woodbury e publica suas 10 considerações sobre o livro. Mas antes de vocês irem para a análise, preciso dizer que não li o livro anterior (A Ascensão do Governador), o que não é problema, pois é possível ler o livro sem a sequência, e que ainda meu conhecimento sobre o universo The Walking Dead é basicamente da série exibida na Fox. Além disso, que estiver a fim do livro pode participar da promoção que vai sortear 01 exemplar de The Walking Dead - O Caminho para Woodbury

1 – The Walking Dead – O Caminho para Woodbury, é um romance com altas doses de adrenalina e tensão, personagens complexos desejando sobreviver ao caos, e hordas e mais hordas de zumbis que atormentam cada minuto de quem ainda teima em viver;

2 – O livro narra a saga de cinco sobreviventes e dos caminhos que os levam até Woodbury, distribuído em duas partes. Na primeira, o terror assolando um grupo de refugiados e a fuga depois do terror mortal que os dizima, além é claro dos conflitos humanos, e uma segunda parte com o grupo tentando se ambientar a uma cidade que não é o que aparenta ser: Woodbury;

3 – Assim como na série exibida na Fox, o livro foca os conflitos humanos, e as personalidades que tentam se acomodar em meio ao inferno, com destaque para Lilly Caul e Josh Hamilton, personagens fortes e cativantes, com grande senso de sobrevivência e justiça;

4 – Mas como não podia deixar de ser, o medo e o terror podem surgir tanto do enfrentamento com os mortos-vivos, quanto das divergências entre os vivos, num ambiente hostil que a morte pode estar muito perto, seja estando de frente a um zumbi, ou a qualquer demente ainda vivo;

5 – O livro ambienta literalmente o leitor no universo apocalíptico de The Walking Dead, com uma narrativa que não perde nenhum detalhe, nem mesmo aqueles mais sórdidos e nojentos que podem causar o refluxo estomacal em leitores com estômago mais sensível, perante a infinidade de corpos putrefatos e cheiros nauseantes que podem provocar;

6 – Para leitores que gostam de muito tiroteio, do clímax de fugas perigosas, de crânios estraçalhados, e reviravoltas e traições, O Caminho para Woodbury é uma pedida ideal para mergulhar no universo The Walking Dead, além é claro, de conhecer um pouco mais sobre Woodbury e seu temido líder, o Governador;

7 – É possível, por exemplo, conhecer fatos que levaram à Woodbury da televisão, de como se iniciou o círculo da morte, e as frágeis e finas teias de alianças que mantém Woodbury de pé, e até mesmo prenunciando acontecimentos futuros que podem acontecer; 

 8 – O que fica bem claro no livro é a vilania e a loucura monstruoso de Philip Blake, autodenominado Governador. Sua liderança e sua insanidade são latentes, e O Caminho Para Woodbury consegue demonstrar toda a monstruosidade de Blake, até mesmo mais do que no seriado;

9 – Ah, não posso esquecer de falar que a leitura do livro é extremamente viciante, em que o leitor não consegue parar de ler. Levei dois dias na leitura, pois a forma narrativa é capaz de manter a atenção na trama, com a adrenalina sempre em alta, como se fosse um telespectador ansioso pelo final da temporada;

10 – Enfim, The Walkig Dead – O Caminho para Woodbury é uma ótima leitura que prende e conecta o leitor com o mundo tomado por mortos-vivos. Além disso, é uma excelente oportunidade para mergulhar no universo The Walking Dead, numa plataforma que consegue ser mais crua e horripilante que a própria televisão, pois os horrores que cabem num livro, são muito mais densos e espetaculares, e terrivelmente reais.




10 Considerações sobre The Walking Dead – O Caminho Para Woodbury, ou como sobreviver a hordas de zumbis, e humanos piores ainda... 10 Considerações sobre The Walking Dead – O Caminho Para Woodbury, ou como sobreviver a hordas de zumbis, e humanos piores ainda... Reviewed by Douglas Eralldo on domingo, março 31, 2013 Rating: 5

3 comentários

  1. O livro é tão bom quanto a série! parabéns pelas considerações.

    Você poderia fazer um artigo, falando das manobras do mercado editorial, suas armadilhas e perigos, para aspirantes a escritores. Ajudaria muito (a mim e a muitos outros que sonham em publicar e não só publicar, tentar ter algum sucesso!) Se possível...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dica anotada. Aliás, temos alguns post relacionados;

      Excluir
  2. Desculpa, mas o livro é sobre a hq(na qual o governador e muito pior) e não sobre a série

    ResponderExcluir