10 Considerações Sobre Filhos do Fim do Mundo, ou Como o Caos Controla o Apocalipse...

O Listas Literárias leu Filhos do Fim do Mundo, de Fábio M. Barreto, e publica 10 considerações sobre o livro:

1 – Filhos do Fim do Mundo narra os estranhos acontecimentos quando crianças recém-nascidas morrem inexplicavelmente. A notícia que logo se espalha leva o leitor a uma jornada tensa, carregada com muita ação e suspense, mergulhando no caos de um apocalipse presente...

2 – Focado na ação e reação, a trama do livro é narrada vertiginosamente, privilegiando as atitudes físicas de seus personagens, a uma introspecção maior em suas personalidades;

3 – Fábio M. Barreto traz em seu livro uma nova e original trama apocalíptica, e mesmo que durante o livro as causas do estranho fenômeno não sejam explicadas, os acontecimentos revelam ao leitor coisas desconhecidas e perturbadoras;

4 - Há uma dose de coragem e audácia por parte do autor em não dar nomes aos seus personagens, permitindo que o leitor conheça-os apenas por suas atividades como Repórter, Esposa, Padre, ou adjetivos como o Engravatado. Ao mesmo tempo que a escolha é diferente, as vezes nos afasta de uma conexão maior com os protagonistas;

5 – Mais que uma ficção científica, com efeitos físicos e químicos, no fundo o livro pende para sentimentos ancestrais da humanidade, como a esperança e a fé, cuja mensagem final pode se tornar recompensadora;

6 – Uma coisa que não posso deixar de compartilhar com vocês, que não raro durante a leitura do livro, ficava imaginando-o como um filme, obviamente com John Cusack e Morgan Freeman no elenco;

7 – A narrativa do livro em alguns momentos torna-o angustiante, e aqui isto é mérito do autor que consegue provocar no leitor a ânsia por completar certas passagens cuja atmosfera é mais tensa e pesada;

8 – Por outro lado, por estar centrado na ação, que joga seus personagens durante todo o livro a ações de combate, fugas, lutas, e investigações, em alguns momentos é preciso o leitor tomar um fôlego e cuidado para não perder algum ponto do livro, pois em determinadas passagens como nos bunkers e na sala com o Major a trama fica um pouco confusa;

9 – Mais do que falar sobre o que provoca o fim do mundo, o livro trata de como as pessoas reagiriam a uma situação extrema e calamitosa. E isso amigos, é muito pior que o caos;

10 – Enfim, Filhos do Fim do Mundo é uma leitura firme e forte, que carrega os leitores por uma trama muitas vezes aflitante, em meio a lutas, e muito caos, e que revela ao seu final uma mensagem que pode surpreender muitos leitores. Uma leitura que além de interagir com os leitores, é capaz de surpreendê-lo;




10 Considerações Sobre Filhos do Fim do Mundo, ou Como o Caos Controla o Apocalipse... 10 Considerações Sobre Filhos do Fim do Mundo, ou Como o Caos Controla o Apocalipse... Reviewed by Douglas Eralldo on domingo, março 10, 2013 Rating: 5

Nenhum comentário