10 Livros de Philip Roth para ter na estante...

1 - A Humilhação: Aos 65 anos, Simon Axler, um renomado ator de teatro, sobe no palco e constata que não sabe mais atuar. De uma hora para outra toda sua autoconfiança se esvai, e ele perde a capacidade de interpretar os personagens que, ao longo de uma extensa carreira artística, haviam lhe trazido renome. A partir daí, sua vida entra numa espiral de perdas: a mulher vai embora, o público o abandona e seu agente não consegue convencê-lo a retomar o trabalho. Obcecado com a ideia do suicídio, Simon se interna numa clínica psiquiátrica...+ no Submarino

2 - Complô contra a América: Em 1940, o herói da aviação Charles Lindbergh derrota Franklin Roosevelt nas eleições e assume a presidência dos Estados Unidos. Defensor do nazismo, Lindbergh faz um pacto com Hitler, transformando a vida de milhares de judeus.

3 - Casei com um comunista: Trabalhador braçal que se tornou ator de rádio, Ira Ringold é um comunista exaltado e linha-dura. Sua vida toma rumos inesperados quando a esposa resolve, em plena era do macarthismo, pôr a público as convicções políticas do marido. Uma história de delação, traição e vingança.

4 - Entre Nós: Reúne entrevistas feitas por Roth com outros escritores e ensaios sobre colegas de ofício (e um pintor), bem como cartas trocadas entre eles. Ao contrário do que se poderia esperar, o tema predominante neste livro não é a literatura em si, as técnicas de escrita de ficção, e sim um ponto que para Roth é fundamental: a relação entre o artista e o mundo exterior, seu meio, sua cultura e seu tempo.

5 - Fantasma sai de Cena: Roth volta aos temas da velhice e da proximidade da morte, tratados em O animal agonizante e Homem comum. Aqui, a ênfase recai no conflito entre a decadência física e mental causada pela idade e a intensidade do desejo, cuja força avassaladora e irracional permanece intacta; tal como reforçando o paralelo entre criador e criatura, o vigor narrativo e a inteligência analítica de Roth, que continuam mais afiados do que nunca...

6 - O Animal Agonizante: A história de David Kepesh, professor aposentado que faz sucesso com um programa cultural na televisão e que todos os anos oferece um curso livre na universidade, em que sempre conquista namoradas com um terço de sua idade. Seu discurso - dirigido a um interlocutor que só no final se manifesta - é uma afirmação de seu sentimento de liberdade e de seu horror a todo vínculo emocional. Mas o egoísmo calculista de Kepesh não resiste à paixão que o domina quando conhece Consuela Castillo, jovem de vinte e quatro anos, filha de uma rica família de imigrantes cubanos, cuja beleza excepcional faz com que sinta bem mais do que atração sexual.

7 - Indignação: Filho único de um açougueiro kosher superprotetor, Messner busca uma faculdade do Meio-Oeste americano, bem longe de casa, o que lhe permite escapar da sufocante vigilância do pai, da me-díocre universidade local onde cursara o primeiro ano e de suas funções como ajudante no açougue. Corre o ano de 1951, e os Estados Unidos enfrentam uma guerra cruenta na Coreia, conflito que paira como ameaça letal sobre o agora segundanista de direito em risco de ser convocado para lutar no front, caso não consiga se destacar nos estudos acadêmicos e no curso para o oficialato. Furtando-se, pois, a vícios, prazeres e uma vida social universitária, o personagem-narrador se entrega aos estudos de forma a jamais tirar menos que 10 em todas as matérias.

8 - Homem Comum: Acompanhamos o destino do homem comum de Roth a partir de seu primeiro confronto com a morte, nas praias idílicas dos verões da infância, passando pelos conflitos familiares e pelas realizações profissionais da idade adulta, até a velhice, quando ele fica dilacerado ao constatar a deterioração de seus contemporâneos e dele próprio, atormentado por uma série de males físicos.

9 - Pastoral Americana: Narra os esforços de Seymour Levov para manter de pé um paraíso feito de enganos. Filho de imigrantes judeus que deram duro para subir na vida, Seymour tenta em vão comunicar um legado moral à terceira geração da família Levov. Esmagado entre duas épocas que não se entendem e desejam destruir-se mutuamente, Seymour se apega até o fim a crenças que se mostram cada vez mais irreais.

10 - O Complexo de Portnoy: O drama do rapaz dominado pela mãe, uma tradicional matriarca judia, permanece com seu vigor inalterado e apresenta uma envolvente narrativa em primeira pessoa. Alexander Portnoy, agora com 30 anos, conta ao psicanalista as agruras da marcação implacável que sofria de sua mãe, da qual eram vítimas também o pai, um inofensivo vendedor de seguros, e a irmã mais velha.
10 Livros de Philip Roth para ter na estante... 10 Livros de Philip Roth para ter na estante... Reviewed by Douglas Eralldo on quarta-feira, outubro 24, 2012 Rating: 5

Um comentário

  1. Olá!

    Curti muito seu blog. Adorei as listas e me ajudou a encontrar coisas que eu procurava, mas nada de achar..rs.

    Abraços.

    ResponderExcluir