10 Verdades inconvenientes sobre o mercado editorial brasileiro

1 - Embora o cenário já tenha sido pior, sendo que atualmente é possível o surgimento de novos autores no Brasil, a verdade é que ainda há muitos poucos escritores que de fato conseguem sobreviver através de seu trabalho na literatura;

2 - Curiosamente (e porque não tristemente) é bem possível que o número de candidatos a escritor é muito superior aos número de candidatos a leitores, uma matemática que se não invertida, não faz nenhum sentido;

3 -  Os últimos anos marcaram um crescimento exponencial de editoras de publicação sob demanda. Isto por um lado revela o potencial do mercado, no entanto o problema é que a grande maioria das editoras sob demanda tem como único foco a colocação dos livros no mercado independente de qualidade ou relevância literária, já que o que mantém o caixa destas empresas é o dinheiro pago pela publicação;

4 - Aliás, a publicação sob demanda possibilita a entrada no mercado de muitos autores. Mas com toda sinceridade, há muitos originais que jamais deveriam sair das gavetas (ou dos pendrives) em que estavam guardados;

5 - Com muitos candidatos a escritor, muitos dispostos em investir seus recursos em seu sonho, também aumentou a picaretagem, com muitos escritores vendo seus sonhos se tornar pesadelo, muitas vezes pagando e não recebendo, ou quando recebendo, nem sempre com o resultado esperado;

6 - Por outro lado há muita gente talentosa que ainda não encontrou seu lugar ao sol, e o acesso às grandes casas editoriais continua restrito e complicado para quem ainda não possuiu nome no mercado editorial;

7 - A partir de 2009 uma nova mídia começou a se consolidar no mercado editorial. Os blogs ganharam em relevância e em atenção das editoras. Mas isso com o tempo isso acabou colaborando para o surgimento de  muitos blogs, e em grande parte muito ruins, com o único intuito de receberem livros de graça;

8 - A relação entre blogs e editoras é algo que ainda esta em formação, e ambos os lados em algum momento tem dificuldade de compreensão da relação e dos valores envolvidos. Tem editora boa prestigiando blog ruim, e vice-versa;

9 - As lista de livros mais vendidos continua sendo dominada por estrangeiros;

10 - O brasileiro ainda lê muito pouco, e quanto mais perdurar essa realidade mais acentuados continuarão os itens anteriores dessa lista. 
10 Verdades inconvenientes sobre o mercado editorial brasileiro 10 Verdades inconvenientes sobre o mercado editorial brasileiro Reviewed by Douglas Eralldo on segunda-feira, julho 09, 2012 Rating: 5

6 comentários

  1. Concordo com tudo.Fico muito irritada com os blogs criados apenas para ganhar livros. Gente que mal sabe escrever.
    Também me revolto com editora picareta.

    Beijos,

    Carissa
    Arte Around the World

    ResponderExcluir
  2. Realmente a situação dos escritores nacionais não é muito boa, mas espero que isso mude logo, pois tem muita gente boa fora do mercado, por causa de certas coisas que fico de boca aberta em saber que existi isso no nosso Brasil..fiquei muito triste por ver como as editoras tratam os trabalhos dos escritores brasileiros, são tantos erros que fico boba em ver...

    Parabéns pelo poste!

    Beijokas!!

    Amor literário

    ResponderExcluir
  3. Estou passeando por aqui, pela primeira vez, e concordo com a maioria das observações que fizeste. Sou escritora, gaúcha, também, mas não soube divulgar meu livro e ele empacou na minha casa, mesmo. Claro que acho meu livro bom, no gênero dele, mas vim falar sobre este post acima e concordo plenamente com os itens 2 e 10. Mas, como pode ver, mesmo depois de dezessete anos, estou aqui, tentando de novo, porque sou brasileira, rsrsrsrs, e não desisto nunca!
    Parabéns por seu blog, achei muito criativo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi. Obrigado pela mensagem. A realidade é um pouco dessa mesmo, mas vamos lutando.

      Excluir
  4. Hoje mesmo enviei meu livro para uma editora... É a primeira vez que faço isso, aliás, agora só me resta aguardar. E realmente, concordo com tudo que está no texto, há muitos escritores bons que ainda não conseguiram se colocar no mercado, até conheço alguns, que mereciam conseguir bem mais destaque do que tem. E ainda existe ligeiro preconceito (creio que não sou a única a pensar assim), que alguns leitores brasileiros têm, de que os estrangeiros são melhores.

    ResponderExcluir
  5. A dura realidade é que na maioria dos casos (e falo isso com tristeza) os autores estrangeiros são melhores. Primeiro porque eles tem muitos "ombros" onde subir e se firmar, segundo que o investimento no escritor é muito maior, nos EUA, por exemplo, as oficinas literárias, cursos de escrita criativa são comuns e não esporádicas, e as próprias universidades investem nos talentos que têm, enquanto no Brasil... As coisas já mudaram, mas a "jornada do escritor brasileiro" ainda está só no começo. Então, queridos, "bora" caminhar.

    ResponderExcluir