10 Escritores que cometeram suicídio

1 - Ernest Hemingway: Um dos principais escritores da literatura mundial, com um legado rico e livros obrigatórios como Por Quem os Sinos Dobram, enfrentou ao longo de sua carreira sérios problemas com o álcool. E foi justamente dois dias depois de ser liberado de uma clínica de tratamento, que com uma espingarda calibre 12 de dois canos na boca estourou  própria cabeça.

2 - Virgínia Woolf: A escritora conviveu por muito tempo com crises de depressão. Em nota final ao marido Leonard confidenciou que sua doença havia ido além da cura, mas que tivera sido feliz em seu casamento. Porém não o suficiente para impedi-la de entrar no Rio Ouse com um casaco cheio de pedras. Seu corpo ficou desaparecido por 3 semanas;

3 - Anne Sexton: A poetisa ao passo que seus poemas se tornavam conhecidos, também se fundava em problemas com remédios e álcool. Tentou por várias vezes contra sua própria vida ate que em 04 de outubro de 1974 trancou-se na garagem acelerando o carro até morrer por intoxicação com monóxido de carbono;

4 -Ryunosuke Akutagawa: Paranoico e um dos principais contistas do Japão, suicidou-se com uma overdose de Veronal, quando tinha 35 anos;

5 - Pedro Nava: Médico, memorialista, o escritor brasileiro suicidou-se com um tiro na cabeça com sua arma uma Taurus calibre 32. Tinha 80 anos quando se matou, envolto em mistério envolvendo sua sexualidade;

6 - Yukio Mishima: Para alguns, o maior expoente da literatura japonesa, seu suicídio deu-se como num cena de Quentin Tarantino. O escritor suicido-se praticando seppuku (haraquiri como protesto à mudança de costumes do Japão) no gabinete do generalíssimo do Japão. Logo depois Masakatsu Morita - seu braço direito na Sociedade, partidário, admirador e amante - também particou o seppuku. Mas isso ainda não tinha completado a cena, pois um outro soldado, Furu-Koga, decepou a cabeça de Mishima e depois, com a mesma precisão, a de Morita.

7 - Camilo Castelo Branco: Um dos mais prolíferos escritores da literatura portuguesa entrou em desespero com a crescente cegueira provocada pela sífilis. Com a confirmação da gravidade de sua situação o autor não aguentou o tranco e desferiu um tiro de pistola em sua têmpora direita;

8 - Hunter S. Thompson: Sua principal obra é Medo e Delírio em Las Vegas. O autor defendia a legalização da maconha e outras drogas, e cogita-se que problemas médicos influenciaram em seu suicídio com um tiro na cabeça, enquanto a família se reunia em outra sala da casa;

9 -John Berryman:  Poeta americano, a instabilidade emocional ao longo da vida  e devoção ao álcool o levou pelo mesmo caminho traçado por seu pai anos antes, que também cometera suicídio. Em 7 de janeiro de 1972, ele se matou pulando de uma ponte;

10 -Jerzy Kosinski: O nome do autor foi trocado para esconder sua identidade de judeu, fugindo da captura dos alemães. Sua literatura com temas fortes, muitas vezes foi criticada levando-o a uma exaustão mental, e o que os alemães não fizeram, ele mesmo fez se matando numa banheira com metade de água, e um saco sufocante na cabeça; 

10 Escritores que cometeram suicídio 10 Escritores que cometeram suicídio Reviewed by Douglas Eralldo on quarta-feira, junho 13, 2012 Rating: 5

10 comentários

  1. Podíamos incluir aí também Yasunari Kawabata, autor de A casa das belas adormecidas e ganhador do Nobel de 1968.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem lembrado. Dá para fazer um Top10 só de escritores japoneses que se mataram!

      Excluir
  2. ou o uruguaio horácio quiroga, q além d se suicidar tb tinha uma família d suicidas.

    ou o alemão heinrich von kleist, q suicidou junto com a namorada fazendo 1 pequinique.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Florbela Espanca também suicidou-se tomando Veronal.

    ResponderExcluir
  5. Alfonsyna Storni, amiga de Quiroga, jogou-se no Prata.

    ResponderExcluir
  6. Faltou Sylvia Plath

    ResponderExcluir
  7. A história do uruguaio Horacio Quiroga é quase inacreditável: o padrasto, a primeira esposa, a filha, o filho Dario, a segunda esposa e ele próprio, Quiroga, cometeram suicídio.

    ResponderExcluir
  8. Vocês esqueceram do autor do livro ''UMA CONFRARIA DE TOLOS'' (John Kennedy Toole).

    ResponderExcluir