10 Considerações sobre O Enigma da Bíblia - A Tormenta, ou porque tanto nos atrai o fim dos tempos...

1 - Ao leitor que passa os olhos rapidamente sobre o livro, o título pode dar ideia de uma obra religiosa [o que num todo não estará errado], porém o romance é uma obra ficcional, cuja estreia revela um promissor autor, que tem domínio sobre a escrita criativa;

2 - Ao terminar a leitura do livro, ainda não consegui encontrar o gênero mais apropriado para o mesmo, pois é a união de uma base teológica, ficção sobrenatural permeada de muita ficção científica, tudo isso narrado ao estilo dos thrillers policiais, como se estivéssemos assistindo a um filme;

3 - Quanto a trama, nos apresenta a busca por códigos secretos contidos na bíblia que indicariam o fim dos tempos, unindo a este fator teses que beiram a teoria da conspiração, que enredam numa mesma teia os personagens do livro;

4 - E na minha opinião, a grande virtude do livro são seus personagens. Todos eles bem trabalhados pelo autor, com suas histórias e características, que nos torna íntimo de cada um deles, e muitas vezes equilibra o livro, nos momentos em que a imparcialidade do narrador aparece, quando então deixa a obra mais perto da religião; 

5 - Outro ponto positivo são as cenas de ação do livro. Intensas e muito bem definidas na narração, como a passagem de um conflito na Faixa de Gaza, cheio de explosões, tiros, e duelos, num ambiente que nos traga para dentro da ação...

6 - Outra característica importante de ressaltar é a qualidade da edição do livro, desde sua capa, ao miolo.

7 - Dentre os pontos que talvez esteja entre as fragilidades da obra seja ao mesclar realidade e ficção. Na verdade, o livro trás momentos históricos, bem como personagens reais, e justamente por isso, creio que talvez tivesse sido mais interessante personagens como os presidentes das nações tivessem mantido suas identidades reais;

8 - Embora Janika Hoffman não seja o protagonista da trama, a mim, o comissário austríaco, e seu arqui-inimigo Carlos Cartatti são os grandes personagens do livro; 

9 - Outra coisa inusitada no livro é vermos a Europa quase que demonizada como representante do mal interessada no petróleo do oriente médio , enquanto os Estados Unidos e Israel apenas lutam pela democracia e a liberdade de seus povos, numa visão um tanto republicana;

10 - Enfim, o livro é de uma leitura agradável, que mesmo com um fundo místico e religioso, está muito mais centrado em seus personagens num thriller cujas 496 páginas trazem muita ação, reviravoltas e surpresas num mundo em que a fé e a ficção científica se unem;




10 Considerações sobre O Enigma da Bíblia - A Tormenta, ou porque tanto nos atrai o fim dos tempos... 10 Considerações sobre O Enigma da Bíblia - A Tormenta, ou porque tanto nos atrai o fim dos tempos... Reviewed by Douglas Eralldo on quinta-feira, janeiro 12, 2012 Rating: 5

Um comentário