10 mandamentos essenciais de um bom livro policial

1 – Um policial/detetive/investigador tão demente, lunático e perturbado quanto ao bandido que persegue;

2 – Um bandido, ladrão, assassino, tão perspicaz e inteligente quanto o policial que o caça por todos os cantos;

3 – Mulheres de família, de alta índole moral que não conseguem ficar ao lado de um homem tão problemático [o mocinho] e o abandonam, ou a total ausência delas, devido a total incompatibilidade conjugal de alguém fadado a combater o crime;

4 – Mulheres promíscuas, ou liberais que aceitam ao menos por uma noite e no máximo durante um capítulo cedem aos desejos humanos dos mocinhos, enquanto pensam em como solucionar um crime tão difícil;

5 – Carros envenenados e potentes que não deixam o “bonzão” para trás durante uma perseguição. Para os livros anteriores a esta máquina maravilhosa, vale o mesmo para carruagens com cocheiros bem ágeis;

6 – Um crime insolúvel que por mais que você tente desvendar só descobrira mesmo a verdade quando o narrador lhe contar a verdade dos fatos;

7 – Um curto período de tempo para que o herói solucione o caso que em algumas vezes pode estar esperando por uma solução há muitos anos;


8 – Um amigo fiel [de preferência o narrador] a quem sempre na hora da necessidade o “mocinho’ possa se socorrer nos momentos mais difíceis;

9 – Todo “mocinho” tem te ter uma vida excêntrica, de preferência com alto índice de envolvimento com algo, ou até mesmo substâncias mais ilícitas. A literatura policial não se permite a protagonistas de bons exemplos, e o motivo é bem simples : as ruas não são comerciais de margarina;

10 – Não há liberdades poéticas ou espaços para enganos. A literatura policial tem te ter uma trama bem engendrada sem espaços para inverossimilhanças. O leitor não pode jamais contradizer o desvendar dos fatos, pois num livro policial os efeitos físicos, químicos e biológicos jamais podem ser diferentes dos da vida real. Por tanto, antes de se escrever um livro policial deve haver muita pesquisa e conhecimento dos pontos que serão abordados;

E você concorda com esta lista? Quais são suas exigências ao ler um livro policial?
10 mandamentos essenciais de um bom livro policial 10 mandamentos essenciais de um bom livro policial Reviewed by Douglas Eralldo on terça-feira, junho 28, 2011 Rating: 5

Um comentário

  1. A lista fecha bem pro noir, que não é meu gênero de policial preferido. Não tenho nenhuma dessas exigências pra um bom livro policial. Só a trama bem fechada, mas costumo aceitar mudanças em relação à vida real, desde que sejam previamente anunciadas no decorrer do livro.

    Quando leio um livro policial, gosto que ele seja um quebra-cabeça, e que você possa especular de forma inteligente ao longo da trama, ao invés de estar cego o tempo todo. A ambientação não importa: as sujas ruas de Nova Iorque? Uma bela casa de campo inglesa, da alta sociedade? Uma fazenda no interior do Brasil? Tanto faz. Só espero que ele seja coerente consigo mesmo e não "trapaceie".

    Mas enfim, eu sou cria do Detection Club e suas regras de "jogo limpo", posso fazer nada. xD

    ResponderExcluir