10 Livros inesquecíveis, por Fabiano dos Santos, ou como despertar nos jovens e crianças o gosto pela leitura...

Início de ano sempre tem aquela correria de pais para comprar livros que seus filhos usarão na escola. Os livros didáticos saem daquele canto escuro e frio e passam a ocupar um espaço grande e nobre de algumas livrarias. Além dos livros didáticos existem ainda os livros literários que algumas escolas e colégios costumam adotar como leitura obrigatória durante o ano letivo. Sou Pedagogo, atuo como professor nos anos iniciais do Ensino Fundamental, e posso afirmar que não tem nada mais chato que leitura obrigatória. As crianças lêem, confesso que isso acontece, mas não acredito que isso desperte leitura e nem que o trabalho didático com o livro surja efeito. Bom, mas o que fazer? Pensando nisso acredito que alguns livros podem estar disponíveis para a leitura dos alunos fazendo com que ao tempo de cada um, a leitura seja cada vez mais prazerosa e não obrigatória. Como sou professor de 4º e 5º ano do Ensino fundamental, e depois de diversas experiências, algumas frustrantes e a maioria de resultados satisfatórios, criei uma lista de livros para essas turmas, que poderão fazer a criançada mais feliz. Se você não for professor, tudo bem, usem os livros indicados aqui com seus filhos, afilhados, sobrinhos, primos... Mas, o mais importante é não forçar a leitura, nem o tempo de leitura. Ler tem que ser um momento gostoso de diversão e aprendizado.

1. A Montanha Encantada de, Maria José Dupré: É uma grande aventura onde 5 amigos (Vera, Lúcia, Cecília, Oscar e Quico ) descobrem que a Montanha tem muitos segredos, alguns inimagináveis. Valores como respeito às diferenças, amizade e obediência podem ser trabalhados e discutidos.

2. Por quê? de Nikolai Popov: É um livro curto, mas com uma mensagem grandiosa. O Sapo e o rato começam uma guerra e a grande pergunta é feita. Descobrir a cada virada de página os acontecimentos é uma reflexão sobre as nossas ações diárias. Além do efeito visual que é belíssimo. Esse eu recomendo não apenas em sala de aula, mas nos lares de todas as pessoas.

3. Até as Princesas Soltam Pum , de Ilan Brenman: Uma história hilariante, onde um grande segredo deve ser revelado, mas depois não se deve contar pra ninguém... Divertido e instigante. Um livro maravilhoso para aprender a lidar com coisas difíceis de serem ditas.

4. Bisa Bia, Bisa Bel deAna Maria Machado: Uma garota descobre nos pertences da mãe uma linda foto. A partir daquele momento uma grande amiga surge na vida de Isabel. Conflitos do início da adolescência e ainda a descoberta da genealogia de cada um são exploradas de forma sucinta e prazerosa.

5. O Carteiro Chegou de, Allan Ahlberg e Janet Ahlberg: Um livro totalmente interativo, onde cada página tem correspondências diferentes. A ideia de trabalhar diferentes tipos de textos e correspondências cai aqui como uma luva. E ainda a história que é intercalada com rimas é de um grande primor que junto com as ilustrações fazem desse livro um tesouro.

6. Reinações de Narizinho de, Monteiro Lobato: Uma grande obra-prima da literatura nacional. Um livro que contribui a gerações para o despertar da leitura. Contém várias histórias que fazem o leitor de verdade sentir dentro do universo de imaginação.

7. Emília no País da Gramática de, Monteiro Lobato: Imagina que fomos transportados para um mundo onde a importância da palavra, acentos e pontuações é caso de vida ou morte. É um grande livro pra se discutir com os alunos as novas regras ortográficas. Além de divertido e informativo. E a Emília é mais Emília do que nunca... Apaixonante!

8. Como Treinar o Seu Dragão de, Cressida Cowell: Este livro fez um enorme sucesso tanto que virou um longa metragem. Tudo bem que a adaptação cinematográfica é linda. Mas o livro é o livro... A leitura é deliciosa. Valores como amizade, respeito às tradições e a busca de entendermos quem somos são primorosos. Além de ser possível trabalhar os conteúdos de Língua Portuguesa, e os de Ciências, Geografia e História, que estão inseridos de maneira dinâmica e silenciosa. Este livro rendeu um lindo projeto didático em 2010 na escola onde leciono.

9. A Bolsa Amarela de, Lygia Bojunga Nunes: A história que emociona crianças de todas as idades. Uma linda menina que tem conflitos e parte numa busca imaginária para tentar entender sua vida. Leitura recomenda principalmente para os pais.

10. História Meio Ao Contrário de, Ana Maria Machado: Um dos melhores livros para mim. Esse recomendo de forma apaixonada, tanto por causa da autora e por causa da linda história. É um conto de fadas que tem reviravoltas e surpresas maravilhosas e um final surpreendente. Valores como a importância do conhecimento, a liberdade, família e a imaginação como fator de aprendizagem fazem desse livro um clássico. Mais do que recomendado.

O post de hoje foi feito pelo professor Fabiano dos Santos, que é pedagogo, leitor compulsivo, e twitteiro. Confira aqui o twitter do Fabiano.
10 Livros inesquecíveis, por Fabiano dos Santos, ou como despertar nos jovens e crianças o gosto pela leitura... 10 Livros inesquecíveis, por Fabiano dos Santos, ou como despertar nos jovens e crianças o gosto pela leitura... Reviewed by Douglas Eralldo on segunda-feira, janeiro 24, 2011 Rating: 5

12 comentários

  1. Ameeeei esse post! Muito instrutivo. As crianças devem apreciar a leitura, e criar o hábito de ler sem que ocorre aquela pressão.

    Parabéns ao Fabiano pelo excelente post ;)

    Beijos =**



    Guria que Lê

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito do post.
    Belíssima lembrança a d'A montanha Encantada. Confesso que tive dificuldades com a Bolsa Amarela (li aos 10) e não gostei muito na época.
    Eu somaria aí Vida e paixão de Pandonar, o Cruel, do João Ubaldo Ribeiro. Vc já leu?

    Abraço

    ResponderExcluir
  3. Nossa! Que legal...
    Vou favoritar. Quem sabe eu não volte a dar aulas para crianças?!
    =D

    ResponderExcluir
  4. Dessa sua lista já li, ainda na infância, Bisa Bia, Bisa Bel de Ana Maria Machado e A Bolsa Amarela de Lygia Bojunga.

    Foram alguns dos primeiros livros que me apresentaram a esse maravilhoso mundo que é a leitura.

    Sou da opinião que os livros infantis não devem ser lidos só por crianças, pois é só quando crescemos que realmente descobrimos o valos que um livro infantil teve na nossa vida.

    Parabéns pelo post!

    ResponderExcluir
  5. Opa.. mto bom, Fabiano!

    Se meus sobrinhos não passassem tando tempo na frente do video-game! hahahaha (confesso que eu jogo com eles também XD)

    Abraços!

    ResponderExcluir
  6. Que bom que o post agradou vocês...
    Nika, já achei o livro... acredita que uma tia minha tem e num soube... Vou ler o quanto antes, ok?

    E concordo com a opinião do Enio. Eu sou um Tiozão velho e adoro ler livros infanto-juvenis, tanto que Ana Maria Machado é uma das minhas preferidas!


    Obrigado a todos por comentarem o post!
    Valeu demais.
    LEIAMOS

    ResponderExcluir
  7. Quase, mas só quase, que vc não da Ana Maria Machado...Adorei o posto, Fabi!!! Adorei mesmo!!
    Já anotei alguns títulos para dar de presente para minhas crianças...
    =]
    Tá de parabéns

    ResponderExcluir
  8. Adorei o Post Fabiano parabéns

    Seria bem legal se todos os professores optarem em trabalhar a leitura com esses titulos e dessa forma.

    Pois acho que muitas vezes a tal Leitura Obrigatória acaba destruindo o futuro leitor.

    Parabéns amigo

    Vou comprar alguns desses para ler para minhas sobrinhas. (Titio Coruja)

    www.projeto-penumbra.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Fabiano,
    parabéns pela energia liberada para contagiar as pessoas e o mundo com coisas interessantes e prazerosas.
    Bjs
    Profª Regina Coele

    ResponderExcluir
  10. Gente!!! Como eu sou fã do Fabiano!!!! da literatura não preciso nem dizer que ele sabe!
    Acredito que a maneira que algém tem, por sua própria escolha, de se tornar um ser humano melhor é a leitura.
    SOu defensora de abolirmos a palavra "obrigatória" do campo da educação. Tudo que passa a ser obrigatório perde o encanto, desperta medo, tensão e agente fica louco pra que aquilo acabe logo...
    Em vez de sermos "obrigados" a fazer algo, deveríamos ser levados de maneira curiosa ao caminho que julgam ser imprescindível à nossa formação. Tomara que enquanto educadores consigamos contribuir para que isso venha ser real.


    Adorei o post!!!!

    Mariana Bronzon
    Mestre em formação
    Adorei o post!!! fantástico!!!

    ResponderExcluir
  11. Meu Deus... Ste minha linda.. Amo-te.
    Rafa brigadão cara... vc é demais!
    E o que dizer da minha Professora do Coração Regina Coele... que lindo.
    Mari, tu sempre comigo né???? TE AMO!

    ResponderExcluir
  12. Eu ganhei o livro, Por quê?, de uma professora, quando tinha ums 7 anos, lembro que achei a estoria muito boa, e hoje com 18 anos, ainda tenho o livro, quando o leio lembro da minha infancia, e ate hoje ele ainda me faz refletir sobre a vida, e o que nós nos tornamos. Acho muito nescessario esse tipo de leitura na infancia.

    ResponderExcluir