Header Ads

10 livros famosos que tiveram seus originais rejeitados diversas vezes

1 - Zen, e a arte da manutenção de Motocicletas, de Robert M. Pirsig: Este entrou para o guinnes book ao ser rejeitado 121 vezes. E se por acaso você nunca ouviu falar dele, saiba que depois de tantas rejeições, a obra vendeu mais de 4 milhões de exemplares;

2 - M*A*S*H, de Richard Hooker: Antes da série de televisão e o filme, ambos grandes sucessos, foi escrito o romance, que foi rejeitadado por 21 editoras;

3 - Carrie, de Sthepen King: Nem mesmo o mestre do terror escapou das rejeições. Carrie, um de seus maiores sucessos, nas páginas e nas telas o clássico no gênero foi renegado por 30 vezes, chegando ao ponto de Sthepen jogar no lixo seus originais; [Compre o seu aqui]

4 - Crepusculo, de Stephenie Meyer: Os originais de Crepúsculo foram rejeitados no mínimo 8 vezes por editoras, listadas pela autora, e por agentes literários, onde inclusive um deles respondeu com uma carta desqualificando a obra, sem saber que ela já havia assinado contrato com uma das principais editoras dos EUA;

5 - Dublinenses, de James Joyce: Um dos escritores mais influentes do século XX, amargou 22 rejeições dos originais deste livro de contos, sendo impressos inicialmente 1.250 cópias, e vendendo no primeiro ano apenas 379, das quais 120 haviam sido compradas pelo próprio Joyce;


6 - Harry Potter e a pedra filosoval, de J. K Rowling: No mínimo uma dúzia de editores que recusaram os originais de Harry Potter devem ter se escabelado depois do estrondoso sucesso da obra, cujos números são estratosféricos, e transformaram a autora pobre em uma milionária;

7 - E o vento levou, de Margaret Mitchel: E o que dizer para os 38 editores que rejeitaram os originais do clássico imortalizado no cinema, que rendeu a autora um cobiçado Prêmio Pulitzer;

8 - Tempo de matar, de John Grisham: O cara é o sexto escritor americano mais lido, e sua obra Tempo de Matar, que originou o filme roteirizado pelo próprio escritor foi rejeitada por uma dúzia de editoras, e 16 agentes literários; [Compre o seu aqui]

9 - A expedição de Kon-Tiki, de Thor Heyerdahl: Antes de vender 25 milhões de cópias, o livro foi recusado por 20 editoras, sob as mais diversas alegações;

10 - O diário da princesa, de Meg Cabot: O livro foi rejeitado por 17 editoras, o que para a própria autora serviu como estímulo para não desistir; [Compre o seu aqui]

*****

Você pode se interessar também por: 10 blogs com livros e literatura

10 comentários:

  1. Crepusculo deveria estar sendo rejeitado até hoje

    ResponderExcluir
  2. Crepusculo deveria estar sendo rejeitado até hoje ²
    Se fu quem rejeitou o Harry Potter..

    ResponderExcluir
  3. Crepusculo deveria estar sendo rejeitado até hoje ³
    Eu não acredito que o cara que criou "A torre negra" foi mais rejeitado que a guria que criou os wannabe vamprios. o.o

    ResponderExcluir
  4. Zen, e a arte da manutenção de bicicletas ou MOTOCICLETAS(capa ao lado do título).....KKKKK

    ResponderExcluir
  5. ta faltando on the road nessa lista em

    ResponderExcluir
  6. Ignorando Crepúsculo, o resto da lista me dá esperança de conseguir publicar algum dia.

    ResponderExcluir
  7. Sei que há muitos críticos espalhados por aí,mais nada nesse mundo além da soberana vontade de DEUS,e Ele,apenas Ele,ninguém me fará desistir de publicar muitas obras minhas...desejo dos próximos anos!

    ResponderExcluir
  8. Mas,dou desde já inteira disponibilização de sugestões...apenas para enriquecer meu elo de segurança e surrealismo....bacana néh...!srsrs

    ResponderExcluir
  9. Isso não é nada, já tive os originais do meu livro "A Outra Sombra" rejeitados pelo menos uma 10 vezes (risos).

    ResponderExcluir
  10. Crepusculo nunca deveria ter sido lançado.

    ResponderExcluir