quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

10 grandes frases literárias [1]

1 – “Digam de mim tudo quanto queiram, eu, eu somente é que, pela minha influência divina, mergulho na alegria, deuses e homens.” A própria loucura em Elogio da Loucura de Erasmo de Roterdã.
2 – “Levanta-te! És mulher. A lama não é para ti e o teu lugar não é aos pés dum homem.” Van Brunt para a bela nativa no conto Nas Florestas do Norte, de Jack London.
3 – “Tu és o homem!” do apodrecido cadáver do Sr. Penagrande, em conto de Edgar Allan Poe que leva no título a própria frase.
4 – “Daqui até lá... Se eu pudesse esquecê-la!... Mas aquela menina não é como as outras: é uma tentação... Um diabinho...” Augusto, em A moreninha, de Joaquim Manuel de Macedo.
5 – “Só uma vez e pra nunca mais...” Antônio, O Vampiro que Descobriu o Brasil de Ivan Jaf, revelando que antes da saga Crepúsculo já havia vampiros que não eram chegados a sangue humano.
6 – “Qual é o preço do seu silêncio?” de Nessim para Melissa em Justine, de Lawrence Durrel
7 – “Meu filho, conforma-te com a vontade de Deus.” Pai de Brás Cubas em Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis
8 –“A gente era tão amigos que de vez em quando um passava a namorada para o outro...” de Luiz Fernando Emediato, em Verdes anos.
9 – “Ora, Mary, vamos, raciocine. Você bem sabe que essas histórias de fantasmas são tolices.” De Dick Peter, em O fantasma da Quinta Avenida, de Jerônimo Monteiro.
10 – “Não esqueça: aqueles que têm sobre os seus ombros a responsabilidade por bilhões de vidas humanas precisam de ser cautelosos. A começar logo por mim próprio.” Capitão Archer em O avatar, de Paul Anderson
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...