Header Ads

10 Livros para ficar desconfiado do governo Norte Americano

Tida como a maior e melhor democracia do mundo, O Estados Unidos jogam duro para manter essa imagem, tão duro, que não raro parece ocorrer exageros ou mesmo o extrapolar de medidas antidemocráticas com fins de manter a democracia. E os livros não estão alheios a certas incongruências, e neste post selecionamos 10 livros para te deixar cabreiro com o governo americano e suas agências, confira:

1 - Fortaleza Digital, de Dan Brown: O autor trabalha muito bem em seus thrillers questões relativas a conspirações e segredos, e neste, mergulha no universo da NSA, que veio a ficar em evidência após o escândalo com Edward Snowden, mas que nessa ficção já abordava os procedimentos e projetos da agência;

2 - A Incendiária, de Stephen King: Trabalhar ou se envolver com agências americanas pode ser tão perigoso quanto se envolver com a máfia, como descobrem a família McGee e os próprios agentes da Oficina que de assassino de hoje podem ser os mortos de amanhã. Sob a ação deste suspense que pende à ficção cientifica, no pano de fundo encontramos uma democracia corrompida e não livre de arbitrariedades;

3 - Rogue State, de William Blum: Mas os autores não tiram suas ideias do nada não, documentos e livros como esse dão conta de fatos reais envolvendo agências americanas que vão do impossível ao absurdo. No caso desse, revelações sobre as relações do governo americano com o tráfico, algo no estilo do filme "Air América";

4 -  Nada Além da Verdade, de Alex Gilvarry: Uma obra que trata da paranoia absurda após os ataques de 11 de setembro e que liberou diversos monstros do abuso autoritário, que na obra leva um estilista para Guantánamo;

5 - O Sexto Homem, de David Baldacci: Outro thriller que, digamos, põe o FBI e a Cia do outro lado da cortina, com seus segredos, e no caso específico, com uma experiência digna das loucuras nazistas durante a Segunda Guerra e que será desmontada por Sean King e Michelle Maxwell;

6 - Ponto de Impacto, de Dan Brown: A Cia e o FBI geralmente são pratos cheios para a desconfiança, mas nesse thriller outra instituição global é vasculhada por Brown, a Nasa e seus segredos, que de todo modo envolvem também a Casa Branca;

7 -  Os 500, de Matthew Quirck: O livro tem uma abordagem bastante sinistra dos bastidores da política e do poder americano e sua relação com lobistas e milionários, que ao fim, quase sempre gera morte e sangue;

8 - A Companhia, de Robert Littell: Um dos principais romances sobre a CIA que embora aponte acertos e virtudes, não deixa de abordar erros e condutas questionáveis desta agência que deve ser a principal agência de espionagem do mundo;

9 - Advogado do Diabo - The X Files - Origens, de Jonathan Maberry: A Série Arquivo X serve, descontando o exagero, claro, para nos deixar desconfiado sobre tudo que o governo esconde, uma desconfiança plantada, que às vezes funciona. No caso deste livro que trata das origens de seus personagens temos a explicação de porque essa turma está sempre de preto;

10 - Preciso Saber, de Karen Cleveland: A obra mesmo simples, nos apresenta uma CIA atual quase como que um escritório executivo com trabalhadores que parecem estar longe da imagem mítica do espião/ã. Mas isso não significa ser menos perigoso se envolver com eles. 

Nenhum comentário