Header Ads

10 Razões pelas quais não se deve ler um livro

Uma publicação no El País apresenta a discussão sobre a leitura como uma espécie de fuga, a biblioterapia. Essa é uma questão a ser problematizada, e nós aqui no Listas Literárias partindo deste debate elencamos 10 razões pelas quais não se deve ler um livro (por mais que passamos a vida inteira aqui incentivando a leitura):

1 - Escapismo: Não defendemos aqui que não hajam leituras apenas pela diversão e pelo entretenimento. Pelo contrário, algumas obras fazem este papel com grande qualidade, contudo, optar pela leitura por simples escapismo do mundo real pode apontar indícios perigosos sobre a situação emocional de cada um, afinal, fugas fáceis são sempre perigosas, e os livros, pelo menos não deveriam servir para isso. Além da significação que isto tenha, para os problemas do mundo real a alienação pode piorar ainda mais as coisas, sem falar que aqui somos partidários do mencionado Kafka na reportagem, pois a literatura só deve ser encarada quando for para te dar algumas machadas. Aliás, na verdade qualquer livro minimamente decente vai justamente escancarar e esviscerar os problemas do mundo real;

2 - Afirmar sua crença existente: Ler pressupõe disposição a interpretar e refletir sobre algo, então decidir por uma leitura simplesmente buscando encontrar suas afirmações já estabelecidas é totalmente nulo, porque a leitura geralmente é um portal para diversas leituras e é preciso desprendimento inicial do leitor para que ao final possa de fato ter compreendido sua leitura;

3 - Por devoção: Antes de iniciarem o mimimi, devoção aqui está num sentido bastante amplo, seja no campo da não ficção, seja na ficção, pois ler por simples devoção a uma obra ou a um autor acaba sendo uma espécie de névoa que mascara defeitos e contradições inerentes a qualquer obra, inclusive as clássicas;

4 - Por exigência de grupos sociais: Quem diria que um mundo de ampla conexão e tão diverso acabaria se fragmentando de tal modo que mesmo no campo da leitura, as pessoas passassem a se segmentar de tal forma que passam a selecionar suas leituras a partir de filtros que buscam colocar todo mundo em seus respectivos grupos sociais, estejam na direita, no centro, na esquerda ou no raio que o parta. Temos por princípio, aqui, de quanto mais diversa as leituras, maior a capacidade de avaliação e compreensão dos diversos atores sociais presentes no mundo;

5 - Para competir: Com o advento dos blogs literários, booktubers, etc... parece que criou-se uma verdadeira competição de quem lê mais. Aliás, não raro aparece em portais e jornais, notícias positivas sobre volumes de leitura. Para um bom leitor, contudo, é sabido que mais importante que a quantidade é a qualidade de leitura;

6 - Por modismo: Nada feito por modismo é bom ou duradouro, então, entrar nessas de literatura porque está na modo não ,acresce nada nem para leitor-modinha, tampouco para a literatura, que deve ser uma opção construída a partir da argumentação e conscientização pessoal sobre os benefícios e malefícios da vida de leitor;

7 - Para satisfazer alguém: Há várias formas de ler para satisfazer alguém, e o pessoal muitas vezes cai nessa armadilha, mas voltamos a frisar que a leitura sempre é uma satisfação pessoal, uma escolha pessoal, que no caso do Blog argumenta em seu benefício, o que não significa que se force a leitura ou a escolha de uma leitura, pois não só a escrita tem um pouco de solidão, mas a leitura também;

8 - Por castigo: Já encontramos em nossa caminhadas leitores e leitoras que tomaram o gosto pela leitura a partir de um castigo, como por exemplo, ter de passar certo tempo na biblioteca da escola, todavia pressupomos que tal efeito é bastante raro, de modo que mães, pais, professores deveriam evitar castigos do tipo "leia algumas coisa", certamente não é o melhor incentivo à leitura;

9 - Porque dizem que é bom e importante: Hoje é quase senso comum de que ler é importante, que muda sua vida (nós aqui até podemos achar isso) etc... Se isso por um lado significa que tem gente querendo fomentar a leitura, por outro, às vezes empobrece a pauta. Então sempre antes de começar a ler porque alguém disse que é importante, reflita sobre isso, leia sobre o assunto e não só ele, pense no seu futuro, nos seus desejos, cogite se a leitura poderia ou não ajudar nisso, compare com quem chegou lá, enfim exercite a escolha de tornar-se leitor/a;

10 - Para tirar um 10 na prova: Pode até ser, mas se der, leia também para tirar um 10 na vida, para ampliar a visão de longo alcance tipo a espada justiceira.

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Eu concordo com todos os motivos. Inclusive um dos tópicos aconteceu comigo. A minha mãe deu-me como castigo livro para ler, que até hoje eu tenho (acho que guardo só de raiva) e isso não me fez gostar de ler, pelo contrário. Só anos depois que a paixão apareceu. Em relação ao "modismo", é completamente irritante ver alguém se vangloriando que está lendo obra de tal autor, porque o tal autor ficou famoso ou suas obras são consideradas clássicas.

    ResponderExcluir