segunda-feira, 10 de outubro de 2016

10 Grandes diários da literatura

Há uma ampla gama de discussão a respeito da presença dos diários na literatura. Há livros que inclusive estruturam-se a partir de diários, contudo, hoje a seleção são de diários inclusos em obras literárias que por algum motivo escolhemos como 10 grandes diários da literatura, confira:

1 - O Diário de Winston Smith: No caso de 1984 ao iniciar escrever seu diário, Winston mais do que uma subversão ao regime do Grande Irmão, começa na verdade uma revolução solitária mas perigosa;

2 - Diário de Humbert: Em Lolita o professor Humbert também mantinha um diário com suas obsessões e desejos pelo estudante;

3 - O Diário misterioso: Em As Violetas de Março é um diário misterioso que impulsiona Emily a compreender seu próprio passado numa obra de bastante delicadeza;

4 - O Diário da Libélula: Em O Voo da Libélula o livro é bastante fragmentado, e um destes fragmentos é o diário do detetive Crédule Grand-Duc percorrendo muitos anos de uma investigação que parecia sem resolução;

5 - Diário de Marte: Cômico e coerente é o diário de borde de Mark Watney que Perdido em Marte precisa registrar os acontecimentos diários no planeta vermelho;

6 - O Diário de Tom Riddle: O diário fictício em Harry Potter, obviamente, além de ser mágico, acaba desempenhando também papel importante na série;

7 - O diário dos vampiros: Ainda que com textos, os livros das séries de L. J. Smith possuem diferentes entradas em formato de diário;

8 - Diário de Eustáquio: Em A Viagem de Peregrino da Alvorada o irritante Eustáquio Mísero também tinha o hábito de manter a escrita de um diário;

9 - Os diários dos sencientes: Na série Discworld os seres sencientes também possuem registros com seus diários acontecimentos;

10 - Flannery Culp: O protagonista do primeiro romance de Daniel Handler também escrevia seus relatos em diários complementando as pistas da trama.
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...