10 Considerações sobre Nunca Jamais, de Colleen Hoover ou como nos cativar, seus lindos…

O Blog Listas Literárias leu Nunca Jamais, de Colleen Hoover e Tarryn Fischer publicado pela Galera Record; neste post as 10 Considerações de Douglas Eralldo sobre o Livro, confira:

1 – Nunca Jamais é uma leitura eletrizante e que consegue dar nova vida aso romances juvenis, justamente por beber de outros gêneros que fazem deste princípio de série algo peculiar e original; 

2 – É que os estranhos acontecimentos que unem o casal Silas e Charlie, para além de um romance colegial, é contado numa estrutura senão diferente, pouco usual neste tipo de obra, em que a relação de amor está muito mais pautada pelo mistério e pela ação física, tudo num movimento constante em que os sentimentos dos personagens vão sendo revelados num outro plano, entretanto sem deixar e estar presente, na obra e com o leitor; 

3 – Na verdade, o romance agrega um quê de história policial, pois desde o princípio, cientes de terem vivido algo grande e forte, os dois protagonistas como se fossem detetives, necessidade num alto grau de urgência descobrir o que está acontecendo com eles e suas experiências peculiares, bem como precisarão compreender tudo o que havia antes do evento que os leva a esquecer de tudo;

4 – Desta forma se estabelece aos protagonistas e aos leitores uma verdadeira caçada, caça feita por meio das pistas que vão sendo colocadas ao longo da narrativa e que podem ajudar a montar o quebra-cabeças sobre a história de Charlie e Silas. É justamente isso que dá tais ares policialescos a este romance young adult, e tudo isso na velocidade frenética dos thrillers; 

5 - Além disso, há no livro também a presença do esotérico e oculto, como a sessão de tarô que ajuda a dar esse clima no melhor estilo Quero Ser Grande. Mistérios que em grande parte permanecem no ar por enquanto, impossibilitando nesse caso uma observação da presença ou não do fantástico na narrativa; 

6 – Contudo, se vale o grito e o choro do leitor é justamente a obra tratar-se de uma série, dessas que nos lembram as da televisão com suas temporadas. Por ser o primeiro livro, apenas uma parte, bem pequena, dos mistérios poderão ser compreendidos, ficando o restante para suas sequências, o que inevitavelmente nos levará a querer os próximos livros porque o mistério posto até aqui é um anzol bastante eficiente, pois aquela “maldita” palavrinha “continua” certamente nos faer querer ir adiante nesta misteriosa trama; 

7 – Portanto, essa não é uma obra capaz de agradar somente quem curte beijos, amassos, descontração e uma bela história de amor. Seu mistério que só aumenta a visibilidade desta apaixonado casal também atingirá em cheio leitores que curtem uma boa investigação, ação, movimento, e reviravoltas que nos jogam sempre em novos mistérios; 

 8 – Particularmente falando do romance do livro, este também não fica atrás do mistério e da ação. Temos na obra, protagonistas cativantes e personalidades tão autênticas que logo ganham a confiança e a aproximação de seus leitores que certamente torcerão fervorosamente por Silas e Charlie; 

9 – Aliás, a premissa do livro tem questões bem interessantes para se pensar, por exemplo, os protagonistas têm a possibilidade de observarem-se a si mesmos de uma nova perspectiva, pois ao passo que não são mais eles mesmos, tudo o que foram acaba caindo em julgamentos, e Tanto Silas quanto Charlie o fazem de formas distintas, o que só ajuda suas identidades únicas; 

 10 – Enfim, esse livro vai te fazer querer ler o restante da série. Numa narrativa eletrizante e convidativa que se pode ler em poucas horas, o livro é ótima opção de entretenimento e diversão, pois há fôlego e originalidade nesta história, que mesmo num ambiente bastante trabalhado, consegue propor sua visão de um modo original e cativante.

:: + na Saraiva ::


10 Considerações sobre Nunca Jamais, de Colleen Hoover ou como nos cativar, seus lindos… 10 Considerações sobre Nunca Jamais, de Colleen Hoover ou como nos cativar, seus lindos… Reviewed by Douglas Eralldo on domingo, abril 03, 2016 Rating: 5

Nenhum comentário