10 Considerações sobre Das Meninas e das Outras, de Janaína Buccioli, ou todo poder às vaginas...

O Blog Listas Literárias leu Das Meninas e das Outras, de Janaína Bucccioli publicado pela editora Giostri; neste post as 10 considerações de Douglas Eralldo sobre o livro:

1 -  Das Meninas e das Outras é uma coletânea de contos para causar impacto que não abre espaço para negociações nas suas dezenas de textos curtos e linguagem metafórica que como principal bandeira política traz o empoderamento das mulheres; com a obra Janaína Buccioli chega com pontapés nas portas, pontapés necessários, pois a despeito das conquistas das mulheres, elas ainda precisam fazer o uso da força, como nos contos do livro, para alertar toda a sociedade e relação ao espaço que ocupam;

2 - É portanto, o livro constituído de uma posição política, que mesmo entre as contradições presentes num conto e outro, retrata a mulher diante de uma sociedade opressora e alienada aos dramas femininos, justamente por isso, cada conto soa como um grito de liberdade;

3 - Mas o mais importante de se falar não é tão somente da bandeira política presente na obra, pois como literatura os textos apresentam inegável qualidade, dotados de uma natureza surreal que debate uma realidade sinistra;

4 - Além disso, vale dizer que são os textos curtos da antologia flertam entre o conto e a crônica cuja característica semelhante é de sempre numa ou no máximo duas páginas provocar impacto e surpresa no leitor;

5 - Esse impacto em grande parte se dá pela metáfora ou pelas pinceladas oníricas com as quais ela cria o universo que habitam suas personagens. Com grande qualidade a autora pega situações comuns e assustadoras do universo feminino e os apresenta como se fosse uma espécie de pesadelo em que e preciso lutar para despertar;

6 - E provavelmente seja o conto "vontade de ser" em que encontramos o melhor exemplo da ambientação onírica proposta pela autora, num conto em que inegável as referências à Metamorfose, de Franz Kafka, só que aqui, ao invés de insetos, são as mulheres que despertam com uma vagina no lugar da cabeça;

7 - A partir desse conto de abertura, os textos seguem neste mesmo nível em que as relações familiares e amorosas são debatidas sob o ponto de vista com grau de radicalismo necessário para demonstrar o quanto ainda se precisa avançar na luta pelos direitos e liberdades femininas;

8 - Com isso, até mesmo tabus pretensamente superados dominam muitos contos, como a subserviência (imposta) ao universo masculino, a relação de poder com pai, homem, marido, a própria questão da virgindade como vemos no conto "almas cortesã"; ou seja, os contos dos livros falam de coisas não superadas pela sociedade;

9 - Desta forma, aos que se apresentarem aos contos do livro poderão ter certeza de estar de fronte a uma obra ambiciosa e cheia de qualidades (especialmente políticas), pois num texto bem elaborado e preciso, a autora não convida à leitura, mas sim à luta e à marcha;

10 - Enfim, ainda que desconhecido, este é um livro importante e necessário. Mesmo que se num ou noutro conto o radicalismo extrapole, ele retrata uma visão de dentro do problema. Nos textos do livro tudo que pressiona o universo feminino é abordado com virulência e tensão, assim como nos pesadelos. Há portanto o choque, a provocação, mas acima de tudo a exposição de um problema que nem de perto está superado, pois nas lutas femininas há ainda muito mais o que se conquistar, pois assim como o ambiente das personagens dos contos de Buccioli, o mundo real aqui fora ainda pode ser como um sonho ruim para as mulheres.

:: + na Cultura::


10 Considerações sobre Das Meninas e das Outras, de Janaína Buccioli, ou todo poder às vaginas... 10 Considerações sobre Das Meninas e das Outras, de Janaína Buccioli, ou todo poder às vaginas... Reviewed by Douglas Eralldo on quarta-feira, janeiro 27, 2016 Rating: 5

Nenhum comentário