10 Melhores lésbicas e bissexuais da literatura

No post de hoje o Listas Literárias selecionou uma lista bastante eclética com lésbicas e bissexuais da literatura que perpassam pelo tempo e pelos gêneros, confira:

1 - Carmilla: Personagem bastante erotizada de Sheridan Le Fanu e que além da literatura transformou-se em importante ícone da cultura pop é tida como a primeira vampira lésbica da literatura, e certamente uma das personagens mais conhecidas nesta lista;

2 - Stephen Mary Olivia Gertrude Gordon: Protagonista de "The Whell of Loneliness", é tida como a primeira lésbica em romances de língua inglesa. Sua homossexualidade era cunhada como "inversão sexual" e o livro foi condenado e censurado num tribunal britânico por conter "práticas não naturais entre as mulheres";

3 - Pombinha:  Ainda em obras de quando o assunto dos gêneros era pouco debatido, no clássico brasileiro O Cortiço, a personagem é seduzida e tem sua iniciação sexual com uma prostituta francesa, a sedutora Leónie;

4 -Cora: No romance nacional Todos Nós Adorávamos Caubóis, de  Carol Bensimon, enquanto viaja por lugares exóticos do Rio Grande do Sul com Julia, suas lembranças reconstituem o despertar de sua sexualidade, enquanto no presente o reencontro provoca cenas bastante quentes, que por um lado reforçam o fetichismo masculino; 

5 -  Amélia Baron: Já entre as publicações mais recentes, o relacionamento homossexual da jovem em Reconstruindo Amelia e a dificuldade e a complexidade de se lidar com a situação surge como um dos elementos que desencadeia uma verdadeira tragédia;

6 - Denise Lambert: A personagem de Jonathan Franzen em As Correções se mete em algumas confusões, especialmente ao se envolver com o chefe e a esposa do mesmo;

7 - Lisbeth Salander: Poucas personagens conseguem representar tanto quanto Lisbeth, isso por sua constituição complexa e grande realismo que praticamente a torna real. Embora com sua relação complicada com Blomkvist, ela é também bissexual, mantendo uma relação com Mimi;

8 - Lucy Farinelli: A personagem participa desde sua infância dos romances de Kay Scarpetta a partir de Post-Mortem, mas cuja sexualidade ao entrar para o FBI lhe causa transtornos e aborrecimentos;

9 - Clarissa Vaughan: No romance laureado com o Pulitzer, As Horas, de Michael Cunningham a personagens são influenciadas pela vida e obra de Virgínia Wolf. Clarrisa, no caso, mantém um relacionamento homossexual com Sally;

10 - Berdine e Raina: O casal de lésbicas são personagens importantes da fantasia épica "Blood of The Fold", de Terry Goddfind, de 1996;

E vocês, conhecem outras lésbicas e bissexuais marcantes da literatura? Deixe seu comentário.
10 Melhores lésbicas e bissexuais da literatura 10 Melhores lésbicas e bissexuais da literatura Reviewed by Douglas Eralldo on domingo, novembro 22, 2015 Rating: 5

3 comentários

  1. No meu livro "A vez de morrer", a Izabel é inspirada na Carmilla (e na Erszébet Báthory, condessa húngara considerada a versão feminina do conde Drácula).

    ResponderExcluir
  2. "suas lembranças reconstituem o despertar de sua sexualidade, enquanto no presente o reencontro provoca cenas bastante quentes, que por um lado reforçam o fetichismo masculino;" Que critica mais pobre e machista sobre esse excelente livro. Como se cenas de sexo entre duas mulheres (escrita por uma) fosse para evocar fetiches masculinos. De onde voce tirou isso? Douglas, aprenda que nossa sexualidade nao existe com o proposito que os homens fiquem assistindo.

    ResponderExcluir
  3. Na obra da tatiana Levy, "dois rios" nos deparamos com duas personagens, uma lesbica e outra bi. É uma narrativa sedutora.

    ResponderExcluir