10 Considerações sobre Dias Perfeitos, ou como amam os psicopatas...

O Blog Listas Literárias leu Dias Perfeitos, de Raphael Montes publicado pela editora Companhia das Letras, e publica neste post suas 10 considerações sobre o livro:

1 - Dias Perfeitos, de Raphael Montes revela a ação doentia de seu personagem Téo, dissecado em toda sua perversidade capaz de chocar os leitores diante sua mente psicopata. Um livro para leitores fortes;

2 - E a forma com que Raphael nos faz mergulhar neste personagem marcante é com certeza o narrador do livro que ao meu ver pela cumplicidade e pela forma a tão bem compreender e até mesmo justificar as ações do personagem, é como se a própria mente de Téo estivesse contando a história dele buscando atenuações à suas barbáries;

3 - Dias Perfeitos perturba seus leitores. Os tira do eixo. Seus acontecimentos tomados de um suspense aterrorizante reduzem o humano ao insano, e revela de certa forma como as teias de uma tragédia macabra se tecem, um fio após o outro, culminando num mergulho total no abismo sombrio;

4 - Raphael Montes justifica neste livro todos os elogios que vem recebendo. Dono de uma narrativa corajosa e sem receios apresenta uma literatura que não se limita a convenções ou regras, mas sim que se joga inteiramente na história que quer contar;

5 - Além disso, Dias Perfeitos nos apresenta um olhar diferente do que geralmente estamos habituados a ver neste tipo de suspense dramático. Ao invés de uma narrativa olhando sob o aspecto da vítima aterrorizada, ele trás o ponto de vista do "monstro" cruel, e assim permite ao leitor não só ver a trama como um todo, mas também compreender porque as coisas acontecem daquela forma;

















6 - Alias, o livro acaba de certa forma instigando ao leitor querer saber mais. No meu caso, por exemplo, tive acesso a forma como Téo via sua decisão de sequestrar Clarice, mas fiquei muito curioso para ver uma narrativa sobre o ponto de vista da própria Clarice e todo o terror que ela deve ter sentido diante da obsessão de Téo e o sequestro;

7 - Duas coisas presentes no livro com as quais o leitor deverá estar preparado: a primeira é que Dias Perfeitos é uma obra chocante. Você terá diante de si cenas estarrecedores que colocam os homens muito próximo dos animais. Além disso, a perversidade e a psicopatia de Téo não permitirão um único segundo de leitura amena; é um universo tenso e chocante; 

8 - A segunda coisa muito presente no livro é seu sarcasmo sombrio, fato que fica mais claro e se reflete por completo no desfecho final da obra, especialmente a última frase que encerra o livro cuja ironia chega ser violenta diante todo o enredo. E isso é para o livro um grand finale.

9 - Ah, antes de encerrar preciso avisar que leitores de estômago mais sensível poderão sentir enjoos durante a leitura pois vocês serão espectadores de cenas de forte terror, ou escatologias fedorentas. E essas partes por sinal são virtudes deste trabalho e confirma toda a coragem narrativa do autor;

10 - Enfim, Dias Perfeitos, de Raphael Montes é leitura indispensável para quem procura suspense de primeira qualidade, e feito por um autor nacional que compete de igual para igual com qualquer outro autor de fora do país.




10 Considerações sobre Dias Perfeitos, ou como amam os psicopatas... 10 Considerações sobre Dias Perfeitos, ou como amam os psicopatas... Reviewed by Douglas Eralldo on terça-feira, abril 29, 2014 Rating: 5

Nenhum comentário