10 Livros de Carlos Fuentes para ter na estante...

1 - Gringo Velho: No México, no tempo da revolução de Pancho Villa, Carlos Fuentes localiza o norte-americano Ambrose Bierce, jornalista misantropo de 73 anos que, declarando-se velho e cansado, decide escolher onde quer morrer. Participa da revolução e um ano depois desaparece, ficando sua lenda.

2 - Cristóvão Nonato:  Neste Cristóvão Nonato, Fuentes entrega a narração a um feto, gerado para nascer no dia do Descobrimento da América e, assim, ganhar o Concurso Cristóvão Colombo e ser proclamado Filho Pródigo da Nação. Este é o ponto de partida para um retrato caustico e ferinamente irônico do Mexico 92, ou do que dele restou apos o Desastre do Ano de 90. Monologante e consciente, dilacerado entre a memória e o esquecimento, Cristovão Nonato nos convida a uma viagem polifônica pelos nove meses de sua gestação e por uma ebuliente criação lingüística e narrativa, uma vez que, como ele próprio afirma, a "sociedade é o terreno em que combatem todas as linguagens". Mesclando e desorganizando as varias tendências da cultura universal, essa obra se alça ao cume da criação romanesca deste século. 

3 - A campanha: A exuberância formal, a fluidez da narrativa, a vivacidade com que se movem os personagens, o sabor do retrato histórico. Tudo neste romance envolve o leitor desde a primeira página. >>Comprar<<

4 - Aura:  Aura é mais do que uma intensa história de fantasmas: é uma lúcida e alucinada exploração do sobrenatural, um encontro dessa vaga fronteira entre a irrealidade e o tangível, essa zona da arte onde o horror gera a beleza... + No Submarino

5 - A Laranjeira: Cinco novelas curtas e interligadas em que o autor joga com diversos mitos e temas tipicos de sua literatura impar. >>Comprar<<

6 - Instinto de Inez: A trama se inicia em 1999, quando, tendo consciência de sua velhice e da iminência da morte, o conceituado maestro Gabriel Atlan-Ferrara cuidadosamente contempla um belo e frágil sinete de cristal onde todas as suas memórias se encontram confinadas. Refletindo sobre seu passado, realiza uma viagem à época em que era um promissor artista de trinta e poucos anos...+ No Submarino

7 - Geografia do Romance: Houve quem acreditasse que a globalização e a cultura de massa matariam o romance. No entanto, o escritor mexicano Carlos Fuentes crê que o efeito foi justamente o inverso - a literatura ganhou nova voz ao se dissolver a fronteira artificial que existia entre realismo e fantasia. Além disso, também foi inaugurada uma nova geografia do romance, pois os romancistas foram situados para além de suas nacionalidades, na terra comum da imaginação e da palavra...+ No Submarino

8 - A Fronteira de Cristal: Romance fragmentado em nove contos revela a agonia dos mexicanos que vivem na fronteira entre México e Estados Unidos, ou que tentam atravessá-la.

9 - A Cadeira da Águia: A ação se passa no México do ano 2020. Por ordem de Condoleeza Rice, a presidenta norte-americana, o país está privado de internet, fax, telefonia, televisão, rádio e qualquer outra tecnologia que permita a comunicação interna e externa... + No Submarino

10 - Inquieta Companhia:  retoma a literatura fantástica nos seis contos longos de Inquieta Companhia, livro marcado por um surrealismo gótico que se propõe a explorar o lado sobrenatural da morte. O célebre autor mexicano encontra lugar para anjos, vampiros, fantasmas, mortos-vivos e bruxas no mundo globalizado e cético dos dias atuais. Em geral, as narrativas se iniciam em um contexto de absoluta normalidade, até que o óbvio da vida é definitivamente perdido em algum ponto de um caminho inesperado, tortuoso e sem volta, conduzido por uma lógica desconhecida que obriga os personagens a se deparar com a fronteira onde morte e loucura se encontram...+ No Submarino

10 Livros de Carlos Fuentes para ter na estante... 10 Livros de Carlos Fuentes para ter na estante... Reviewed by Douglas Eralldo on terça-feira, maio 15, 2012 Rating: 5

Nenhum comentário