10 Boas razões para você não baixar livros da internet

É o seguinte, esse blog tem tudo quanto é tipo de lista e não podia faltar esta também. Não vou dizer que sou o bom samaritano, por que se for falar que nunca baixei nada da web  vou ter que fazer figa, porém a lista aí é uma segunda visão sobre esse assunto tão polêmico que alguns chamam de pirataria, outros de compartilhamento.

1- Nada é de graça: É meu amigo, você é esperto o bastante para saber que há gente ganhando com isso, menos é claro o autor do livro. Num primeiro momento parece que seu download é totalmente grátis, até você se interessar por um anúncio de empresas duvidosas, ou com promessas milagrosas, ou com a solução para sua vida afetiva. Nesse momento a sua fatura do cartão de crédito começa a gastar em dólares. 

2 - Isso é pecado: Meus conhecimentos religiosos não são profundos, mas acredito que em algum dos versos da bíblia deve ter algo relacionado com "não baixarás conteúdo alheio" embora eu não acredite que você se convencerá por este item, e assim tentarei ser mais persuasivo nos próximos. Ps.: Baixar livro do Padre Marcelo a penitência é dobrada!

3 - Não cometa assassinatos: Ih. Comecei a pegar pesado. Mas é mais ou menos isso, pois quanto mais downloads você fizer, mais estará colaborando para o homicídio da criação cultural, pois quem tem tempo para ficar produzindo conteúdo pra marmanjo se divertir as custas de seu trabalho. Escritores também tem família, contas para pagar, e se ele prestar ser serviço de graça morrerá de fome ou tristeza.

4 - Muito oferecido, ou é podre, ou é ardido: Na sua lógica de sair baixando tudo grátis, ou lendo tudo que disponibilizam sem custo é uma vantagem. Ledo engano. Imagine, um futuro em que não se vendem mais livros, apenas se baixam ou ofereçam grátis. Acreditas mesmo ler algo que preste num mundo desses?

5 - Escrever não é peidar!: Escrever não é fácil como soltar um pum no elevador. Puns são efêmeros, e podem ser soltos a toda hora e quando quiser. Já livros demandam tempo, dedicação, pesquisa, muito trabalho, e uma pequena pitada de talento para ser escritor. 

6 - É ilegal: Eu sei que você sabe disso. Mas nunca é demais reforçar.

7 - Não arruma namorada (o): Está cientificamente comprovado que não foram diagnosticados indícios de relacionamentos em virtudes a downloads. 

8 - Comprar livros não instala vírus em seu computador: E daí que seu antivírus seja um bam-bam-bam. Um dia ele pode falhar, e isso se ele mesmo não for software caolho, e você baixar gato por lebre, e algum esperto se divertir com suas senhas bancárias, ou ainda pior, detonar seu perfil no facebook, e no twitter. 

9 - O capitão Nascimento não faz download: E se por acaso for necessário ele põe na conta do Papa.

10 - E se fosse você?: Você são uma galera legal, uns tem mesada, outros trabalham, dão duro mesmo até o final do mês esperando o contracheque felizes da vida depois de darem até a alma pela empresa. Já pensou se no próximo dia de pagamento, num mês com desempenho incrível, o seu chefe dizer que não vai pagar pelo seu trabalho? É isso que acontece com o escritor, como o editor, com o capista, com o diagramador, até mesmo com a moça do cafezinho, toda vez que você baixa um livro grátis sem a anuência do autor...

10 Boas razões para você não baixar livros da internet 10 Boas razões para você não baixar livros da internet Reviewed by Douglas Eralldo on quinta-feira, outubro 27, 2011 Rating: 5

21 comentários

  1. Há os livros de domínio público, não vamos esquecer disso. Esses sim podem ser baixados. Aliás devem, né não? Compartilhar livro é divulgar o conhecimento.

    ResponderExcluir
  2. Essa é uma questão complicada. Eu baixo aquele livro que não tenho certeza que vou gostar, se eu gostar após a leitura, compro, afinal, autores que gosto merecem sim reconhecimento. Não vou citar títulos, mas teves uns que li no PC e realmente não me arrependo de não ter comprado.

    ResponderExcluir
  3. Eu já comprei livros que não gostei, e discordo de comprar pra ver se é bom... Pra ver se é bom ou não eu entro em sites como o próprio Listas e vejo as reviews e opiniões das pessoas... Então compro... Se não gostar dou de presente hehe.. O último livro que li parei na metade, mas o esforço do autor em tentar escrever algo bom, foi recompensado com a minha compra... Enfim... Acho errado, já baixei livros, mas só quando tu tá sendo prejudicado mesmo é que percebe o quão isso é prejudicial :(

    ResponderExcluir
  4. A maioria dos tópicos é desnecessária... ainda que alguns sejam a mais absoluta verdade. Pior é que escritor não é igual cantor, que se os discos não venderem, pode ganhar dinheiro fazendo shows. Escritores não fazem shows, não tem outra forma de ganhar dinheiro que não seja a venda do livro.

    ResponderExcluir
  5. Então, um tanto polêmico, pq ao mesmo tempo que de fato, essa é a renda do escritor, e comprando seus livros estamos lhe dando seu devido valor e reconhecimento, ao mesmo tempo uma grande parte da população sequer pode sonhar em comprar livros. Isso nao quer dizer que elas nao devam ler, muito pelo contrário. Então com os preços dos livros no Brasil (absurdos, já que livros importados são mais baratos que nacionais, basta ir numa grande livraria e averiguar) fazer download é uma boa alternativa para pessoas que assim têm acesso mais fácil. Mas isso tbm incentiva a produção massissa de porcarias, claro. Pessoalmente, nao gosto de baixar livros, e boa parte do meu "enorme" salário de bolsista vai neles todo mês.

    ResponderExcluir
  6. morri de rir com o intem 9!
    muito boa a lista!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Justo o item que não entendi, alguém tem que me explicar o que significa.

      Excluir
  7. Assim como há os livros de domínio público também há os livros que são quase impossíveis de achar ou são extremamente caros. Ainda mais pra gente como eu que mora em cidade do interior e não dá pra sair da cidade pra ficar procurando livro em sebo. Sim, você vai dizer que dá pra procurar na internet, trocar no skoob e não sei mais o quê, mas é uma coisa não muito garantida também.
    O único lugar em que eu encotrei por exemplo As Portas da Percepção, de Aldous Huxley até hoje foi como download na internet.

    ResponderExcluir
  8. Sinceramente, merda em cima de merda.
    Nós vivemos num país onde se lê muito pouco, e como foi dito acima, os livros são caros e lidos (grosso modo) pela mesma elite "intelectual" responsável por manter o status quo, o que significa manter os pobres afastados deles. Portanto, defendo qualquer chance de se ler um livro, inclusive baixar da net, ou furtar um numa loja, sei lá.

    ResponderExcluir
  9. Só bobagens, quem não tem condições de comprar deve ficar alheio a literatura? contar com bibliotecas desatualizadas? Quam aqui nunca procurou um livro e não achou? Várias vezes não achei nem mesmo em livrarias, e quando se acha são 50, 60, 70 reais. Se vale o preço? vale, desde que vc tenha dinheiro pra isso mas, infelizmente a grande maioria não pode tirar 70 reais da sua renda pra isso.
    Se eu fosse um autor preferia perder dinheiro do que público, ter meu livro lido valeria mais do que uma mansão em algum bairro chique.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabriela... Talvez tu tenhas razão em alguma parte, mas vejamos, é um pouco complicado justificarmos apenas por este viés... Tem algo de Robin Hood neste conceito, no entanto é necessário aprofundar mais debate... Quanto ao preço, é importante pensarmos também o seguinte: Quanto mais compradores, mais vendas, e em consequência há a redução dos preços... Aliás, livros enormes e excelentes como A Guerra dos Tronos por exemplo, não ultrapassam a casa dos R$ 40,00..

      Excluir
  10. Não vai nessa da renda dos autores diminuir. Pesquise. As informações sobre os números relacionados ao tema (número de downloads, estimativa de perda etc) não tem explicação metodológica. Alguns textos na net abordam questionamentos dos argumentos sobre a publicidade da "contra-pirataria". Além do que, e isto é bem fácil de pesquisar, não há indícios de diminuição ou estagnação do volume de vendas no mercado de livros no mundo. Os percentuais aumentam ano a ano.

    Sobre a ilegalidade? Pesquise sobre a dinâmica da Ciência do Direito e identifique ao longo da história as transformações e mudanças das nossas leis e suas interpretações nos nossos diversos códigos, inclusive constituição, seja por mudanças de cenário político, econômico; e aí subentende-se também sobre tecnologia disponível.
    Apresentar dados torna o texto ainda mais extenso. Além do quê, a idéia é incentivar a pesquisa mais aprofundada. Melhora e muito a discussão.
    Pesquisemos. Sempre.

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  12. Não gosto de baixar gosto de valorizar o trabalho do autor e ir lá comprar, sem contar que ao ler pela net minhas vistas vão para o nivel Ruim em menos de uma hra ><

    ResponderExcluir
  13. Eu penso como Neil Gaiman: http://ebooksgratis.com.br/informacao-e-cultura/papo-cabeca/papo-cabeca-o-que-neil-gaiman-pensa-sobre-a-pirataria/

    Como o autor do link acima escreveu:
    "Certos barões da indústria acreditam que cada download é um exemplar que deixa de ser vendido. Quanta miopia. Estão há décadas no mercado e ainda não nos conhecem. Não sabem que para nós um livro é mais que um amontoado de letras que pode ser digitalizado e lido sem pagar nada. Não sabem que nossos livros têm valor sentimental e simbólico. Que cada exemplar que conseguimos comprar é como se materializássemos um pedacinho de nós mesmos para colocar na estante. Será que alguém convida os amigos para, orgulhosamente, exibir seus últimos livros baixados da internet? Ou sonha com o momento de ler sua coleção de livros piratas para seus filhos? Ou, ainda, presenteia uma pessoa querida com um livro em PDF e com uma dedicatória escrita no corpo de texto do e-mail?"

    Inclusive, eu conheci Neil Gaiman por meio de Stardust, baixando da internet.
    Continuei com Coraline, também baixado, e agora estou lendo Sandman, que peguei emprestado.
    Já comprei Stardust, pois se tornou meu livro preferido e Coraline também já está na minha lista de próximos livros a serem comprados.

    ResponderExcluir
  14. Eu ganho 600 reais por mes mau e porcamente da de comer, alguem acha que vou comprar livro didatico de 200 reais ou uma literatura boa por 100? aff sinceramente to cagando para autor, minha parte to fazendo que é ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Guilherme, no blog você encontra dicas com bons livros que custam entre R$ 10,00 e 20,00...

      #Nãoépor20centavos

      Excluir
    2. Os argumentos do autor do texto são para quem, assim como ele, não necessita "depositar" seu salário em apenas "simples" sobrevivência...O fato é que livro impresso é artigo de luxo no Brasil para a maioria esmagadora da população, pois os gastos com alimentação, transporte, saúde, vestuário e despesas domésticas consomem todo o salário (isso se der pra suprir todas essas necessidades). Sei que para muitas pessoas abre-se a possibilidade de comprar livros impressos, mas a preocupação essencial está na oportunidade de ler, seja lá qual for o meio disponível. Eu, por exemplo, intercalo entre comprar e baixar livros, de acordo com as minhas possibilidades financeiras (geralmente extremamente triste)...

      Excluir
    3. Meu querido, o dono deste blog, autor desta lista, sim eu mesmo, ganho 2 salários mínimos por mês, com uma familia com 2 filhos, ainda assim consigo comprar livros para mim, e também para meu filho. Não, só colocar a desculpa na falta de dinheiro não me conhece...

      ah, e mesmo com essa mixaria, dá pra comprar uns livros e ainda assar um "churras" nos domingos...

      Excluir
  15. Até hoje, esse foi o post mais INFANTIL que eu vi nesse blog. Quem escreveu tem alguma doença mental grave...

    ResponderExcluir