Header Ads

10 Grandes ilustradores da obra de Monteiro Lobato

A ilustração desempenha especialmente na literatura infanto-juvenil relevante papel no conjunto da obra, e por isso não cansamos de admirar grandes feras da ilustração. Nesse sentido, no Brasil, uma das mais imaginativas mentes foi a de Monteiro Lobato, que se torna ainda mais rica com o trabalho dos 10 ilustradores selecionados nesse post, confira:

1 - Augustus: nascido em Santos, SP, estudou desenho e pintura. Trabalhou muitos anos executando retratos, sendo premiado diversas vezes. Seu forte era a representação da figura humana. Curioso é que Augustus assinava, classicamente, AVGVSTVS;
2 - J. U. Campos: Jurandyr Ubirajara Campos. Desenhista, ilustrador e pintor paulista. Em 1928 embarca para os Estados Unidos, onde trabalha como desenhista e propagandista do The New York Times. É possível notar nas ilustrações de J.U. Campos a influência deste período. O ilustrador era genro de Monteiro Lobato e deu-lhe a neta Joyce;
3 - Nino: Ilustrador nascido em São Paulo. Estudou desenho com o Benjamin Constant Mello e teve sua carreira artística influenciada por Walt Disney. Com traço vivo e nervoso, ilustrou três livros de Lobato: Aventuras do Príncipe, a Cara de Coruja e o Gato Félix;
4 - Andre Le Blanc: Nascido no Haiti, Le Blanc era desenhista, pintor e ilustrador. Deixou uma vasta obra no Brasil, abrangendo inclusive ilustrações dos clássicos de nossa literatura em quadrinhos. André Le Blanc teve o privilégio e a oportunidade única de ser o ilustrador contratado pela Brasiliense para ilustrar as obras completas de Monteiro Lobato;
5 - Belmonte:codinome de Benedito de Barros Barreto. Caricaturista de estilo art déco, desenhista, pintor, jornalista e historiador paulista, Belmonte colaborou em diversas revistas e periódicos da primeira metade do século XX, além de publicar livros de autoria própria;

6 - Jean Gabriel Villin: Ilustrador nascido na França e naturalizado brasileiro. Em 1925, aos 19 anos, Villin desembarcava em Porto Ferreira, SP, para trabalhar como desenhista numa fábrica de louças. Mudou-se para a capital paulista, onde se dedicou também à publicidade;

7 - Voltolino: O trabalho de Voltolino foi nitidamente influenciado pelo estilo art-nouveau, muito em voga no Brasil no início do século XX;

8 - Kurt Wiese: Ilustrador nascido na Alemanha; viveu durante três anos no Brasil. Kurt Wiese foi um exímio ilustrador, de vários recursos técnicos. Podemos notar em sua obra algumas citações às gags das histórias em quadrinhos;

9 - Eloar Guazelli: Dos ilustradores mais recentes da obra de Lobato, nasceu em Vacaria, no Rio Grande do Sul, em 1962. É ilustrador, quadrinista, diretor de arte para animação e wap-designer, formado pelo Instituto de Artes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul;

10 - Raphael de Lamo: Apenas um livro foi ilustrado por ele, justamente aquele em que Lobato resgata várias histórias do imaginário popular, por meio da Tia Nastácia. O estilo das ilustrações é irregular; ora vemos castelo pontilhado a bico-de-pena, ora grandes manchas negras à base de pincel;

Fonte: SIB (MAGNO, Carlos)

Nenhum comentário