10 Considerações sobre Meio Rei de Joe Abercrombie ou será que o aço é a resposta?

O Blog Listas Literárias leu Meio Rei, de Joe Abercrombie publicado pela editora Arqueiro; neste post as 10 considerações de Douglas Eralldo sobre o livro, confira:

1 -  Meio Rei é um livro interessante que para além da ação, que é intensa, apresenta nuances e detalhes que promovem a reflexão e a discussão, independente se você concorde ou não com alguns pontos de vistas presente no romance;

2 - Em síntese temos uma obra até bastante tradicional no gênero com suas linhagens de reis, o jogo de intrigas do poder, o sangue como elemento de dominação, visto que Yarvi, o jovem que de repente torna-se rei ao mesmo tempo que descobre um plano de tomar-lhe o trono protagoniza um enredo capaz de envolver graças à sua ação e reviravoltas constantes enquanto segue uma jornada de desafios para retomar o que lhe seria seu por direito;

3 - E nisso está algumas questões que poderíamos refletir sobre este jovem "herói", que destapada a máscara superficial revelará-se pouco herói visto que Yarvi reforça e representa questões delicadas visto que aceita e é consciente de sua posição de rei ainda que tente aparentar não querer. Contudo, sempre quando exigido ele faz uso de "seu direito" de nascença, e digamos que além disso não trata-se de modo algum de um rei progressista pois ele próprio além de fazer uso de seu poder mesmo que distante do trono, ainda assimila e aceita a prática da escravidão, mesmo tendo ele mesmo se tornado escravo durante um período de sua jornada;

5 - Aliás, aí esta uma dos atrativos da obra para quem busca ação e aventura, neste sentido a obra é capaz de entregar um interessante jogo de alternância de possibilidades em que mais do que adentrar uma jornada de conhecimento, o jovem rei deposto acaba pondo em prática seu conhecimento e estudo para ser ministro enfatizando com isso e realizando um contraponto ao escravo Nada um jogo de poder entre o intelecto e o aço da espada;

6 - Por conseguinte esse jogo entre intelecto e espada é apresentado na obra de maneira complementar, ambos elementos estão presentes na narrativa com um único objetivo, a retomada do trono negro, e assim, seja pelo uso da argumentação e mesmo pelos ardis ou então pelo aço, pelas espadas e pelas flechas Yarvi é capaz de liderar um plano sabendo utilizar todos os recursos disponíveis, mesmo àqueles que aparentemente ele é crítico;

7 - É que o leitor perceberá que o meio rei não é propriamente um "herói" pois apresentará seus problemas justamente por ao fim ficar claro que a despeito de uma aparente ingenuidade ele carrega conceitos e conhecimentos passíveis de críticas ou reflexões, especialmente por colorir a obra com tintas principescas maquiavélicas ao reproduzir a ideia de "que os fins justificam os meios" uma ideologia presente na obra e em seus principais personagens;

8 - Desta forma há no romance ares fortemente determinista que, inclusive, são encampados por seu protagonista que em tese joga-se numa vingança pessoal onde tomará ações mesmo que seja necessário que inocentes paguem a conta. Ademais o jovem apresenta pouca ligação sentimental com aqueles que lhe acompanham com lealdade, exigindo destes muita entrega enquanto não lhes devolve na mesma proporção;

9 - Na verdade, um primeiro pensamento pode levar o leitor a condenar sumariamente a narrativa questionando alguns conceitos presentes, contudo, a que busca criticar algo é sempre pedido certo distanciamento, e só assim talvez poderemos perceber uma possível intensão de entregar uma obra dura e que exigisse do leitor uma reflexão mais elaborada do que simplesmente notar de cara tais contradições existentes em seu "herói" protagonista porque há nuances e jogos de sombras que nos provocam a olhar mais atentamente para a obra, e isso conta positivamente para um livro;

10 - Enfim, Meio Rei é uma obra para você observar, refletir e argumentar sobre seus elementos e pontos de vistas presentes ao mesmo tempo que te permite entregar-se a uma jornada cheia de alternâncias, ação e aventura protagonizadas por um "herói" problemático que a despeito de sua conduta consegue nos entreter e envolver numa trama cheia de intrigas, armações e algumas cabeças decepadas.


10 Considerações sobre Meio Rei de Joe Abercrombie ou será que o aço é a resposta? 10 Considerações sobre Meio Rei de Joe Abercrombie ou será que o aço é a resposta? Reviewed by Douglas Eralldo on terça-feira, agosto 02, 2016 Rating: 5

Nenhum comentário