10 Considerações sobre O Bangalô, de Sara Jio, ou porque é preciso enfrentar o amor

O Blog Listas Literárias leu O Bangalô, de Sarah Jio publicado pela editora Novo Conceito; neste post a Gi comenta suas 10 considerações sobre o livro:

1 - O Bangalô é um romance permeado por dramas cujo pano de fundo é a Segunda Guerra Mundial, numa história de vidas que se entrelaçam e se distanciam mas que são reconstruídas a partir das lembranças e de uma nova possibilidade de presente;

2 - Para tanto, a narrativa se dá a partir da reconstituição das lembranças de Anne que reconta a neta sua grande e problemática história de amor vivida com Westry;

3 - Com isso, o livro acaba falando de amor, traições e também sobre confiança, principalmente sobre a quebra desta confiança ou sobre se realmente conhecemos a quem acabamos dedicando nosso confiar, que no caso de Anne acaba provocando uma série de lembranças amargas e dolorosas;

4 - De toda forma esse é um romance característico a publicações semelhantes em que através de Anne temos uma moça das classes abastadas que vive relação tradicional, porém, ela se mostra inconformada e cheia de vontade de colaborar durante período tão sombrio que é o da guerra, e assim, através da tentativa de fazer algo, se inicia sua jornada que começa obviamente com a objeção da família;

5 - Contudo, ela neste ponto mostra-se decidida e também um tanto crítica, visto a sua reclamação quanto a postura de seu atual noivo diante da situação do mundo mergulhado na guerra, sendo o comportamento dela o responsável por colocar suas vidas em movimento;

6 -É portanto, a partir da saída da segurança de seu lar e da sua classe social, quando ela vai trabalhar como enfermeira durante a guerra que se inicia sua verdadeira história e a conclusão de sua identidade. É nesse mesmo período em que a distância de casa lhe beneficia com seu grande amor e um bangalô cheio de segredos;

7 - Porém, embora a narrativa trate essa relação como o grande amor de sua vida, vale dizer que o tempo e o mundo pós guerra distanciam Westry e Anne através de acontecimentos que deixam uma impressão de que ambos podiam (e deveriam) ter lutado com mais forças pelo amor dos dois;

8 - Mas, Obviamente, não houvesse a separação, certamente não haveria narrativa, e como isso não se abordaria a questão do quanto um amor pode ficar impregnado em nossos corações e sobreviver aos anos de separação;

9 - Portanto, mesmo que triste muitas vezes e num tom recheado de dramas, o romance fala de tempo perdido, desilusões e também sobre perseverança, pois se há talvez reticências que os separam, há também muito mais sentimentos a unir estes dois protagonistas;

10 - Enfim, O Bangalô é uma leitura de clima amargo (mas no bom sentido) em que o ambiente de desencontros e perdas é levado até a leitora. Além disso, nos mostra que chamas não se apagam, ainda que quase em cinzas, e que a paciência e a perseverança pode muitas vezes unir o que o tempo e o universo muitas vezes separa.

:: + na Saraiva ::


10 Considerações sobre O Bangalô, de Sara Jio, ou porque é preciso enfrentar o amor 10 Considerações sobre O Bangalô, de Sara Jio, ou porque é preciso enfrentar o amor Reviewed by Douglas Eralldo on quinta-feira, janeiro 14, 2016 Rating: 5

Nenhum comentário