10 Considerações sobre Memórias de Um Adolescente, ou porque nem tudo é justificável quando se é jovem...

O Blog Listas Literárias leu Memórias de um Adolescente, de Ivan Bittencourt P. Jr., publicado pela All Print Editora e publica neste post suas 10 considerações sobre o livro:

1 – Memórias de Um Adolescente, de Ivan Bittencourt P. Jr, assim como seus personagens é um livro em amadurecimento, com adolescentes problemáticos cujas ações nem sempre são justificáveis;

2 – Embora não seja novidade relatos adolescentes em livros, este trabalho de Ivan Bittencourt ajuda a promover o debate sobre comportamentos, e especialmente a prepotência e a arrogância, especialmente quando regada com muito dinheiro, e nenhuma responsabilidade;

3 – Além disso, o autor de toda forma se mostrou corajoso ao dar voz narrativa a David, o jovem personagem de índole mais execrável do livro. Digo da coragem visto o risco de os leitores tomarem para o livro a repulsa que a conduta e as ações de David direcionam a trama, num bom exemplo de jovem mimado, mau caráter, e cuja possibilidade de redenção é nula;

4 – No entanto a obra tem alguns detalhes que acabam incomodando leitores mais exigentes, especialmente em alguns detalhes que passaram despercebidos na revisão, prejudicando o texto em alguns pontos;

5 – Outro ponto, e não é a primeira vez que isso me incomoda em um livro, é o exagero nas formas de expressão dos personagens ambientados no Rio Grande do Sul. Isso tem me parecido muito peculiar em autores de fora do estado que forçam muitas vezes a narrativa ao tentar “recriar” o sotaque gaúcho;

6 – Outro fato é que o autor ao se esforçar na tentativa de enriquecer o texto, acaba que ao usar determinadas falas em seus diálogos acaba distanciando o diálogo de alguém jovem, dando uma impressão de inconsistência devido ao tipo de fala distante da linguagem jovem;

7 – E há também a constante procrastinação do enredo, visto que o narrador passa a maior parte do tempo falando de sua rotina de mal criações, prometendo o grande dolo, que se estende por um longo até chegar de fato aos acontecimentos mais tenebrosos anunciados na abertura do livro;

8 – Ainda assim vale dizer que apesar da escrita muito jovem e talvez carente de algum amadurecimento, Ivan Bittencourt demonstra talento para amarrar e desenvolver sua trama, além de mostrar esforço e dedicação ao longo de seu texto;

9 – Ou seja, Memórias de um Adolescente o colocará em um universo em que as respostas não estão ali, em que a incompreensão sobre o quê leva alguém como David fazer todas suas maldades é a gênese dos dilemas juvenis que persistem geração após geração;

10 – Enfim, Memórias de um Adolescente é um livro que entra no mundo conhecido de jovens problemáticos, mas que pode ser uma oportunidade de conhecer novos trabalhos nacionais, e pela voz de um jovem não muito mais velho que seus personagens;

:: + na Saraiva ::



10 Considerações sobre Memórias de Um Adolescente, ou porque nem tudo é justificável quando se é jovem... 10 Considerações sobre Memórias de Um Adolescente, ou porque nem tudo é justificável quando se é jovem... Reviewed by Douglas Eralldo on sexta-feira, janeiro 03, 2014 Rating: 5

Um comentário