7 Livros de George Orwell para ter na estante...

1 - 1984: Winston, herói de 1984, último romance de George Orwell, vive aprisionado na engrenagem totalitária de uma sociedade completamente dominada pelo Estado, onde tudo é feito coletivamente, mas cada qual vive sozinho. Ninguém escapa à vigilância do Grande Irmão, a mais famosa personificação literária de um poder cínico e cruel ao infinito, além de vazio de sentido histórico. De fato, a ideologia do Partido dominante em Oceânia não visa nada de coisa alguma para ninguém, no presente ou no futuro. O?Brien, hierarca do Partido, é quem explica a Winston que "só nos interessa o poder em si. Nem riqueza, nem luxo, nem vida longa, nem felicidade: só o poder pelo poder, poder puro". Para saber + e comprar no Submarino <<

2 - A revolução dos bichos: Escrita em plena Segunda Guerra Mundial e publicada em 1945 depois de ter sido rejeitada por várias editoras, essa pequena narrativa causou desconforto ao satirizar ferozmente a ditadura stalinista numa época em que os soviéticos ainda eram aliados do Ocidente na luta contra o eixo nazifascista. De fato, são claras as referências: o despótico Napoleão seria Stálin, o banido Bola-de-Neve seria Trotsky, e os eventos políticos ? expurgos, instituição de um estado policial, deturpação tendenciosa da História ? mimetizam os que estavam em curso na União Soviética... + no Submarino

3 - Dias na Birmânia: John Flory não esconde sua impaciência para com a vida de madeireiro na Birmânia (atual Mianmar) dos anos 1920, quando o remoto país asiático era uma colônia britânica. No clube de brancos racistas e bêbados que freqüenta, Flory é considerado um bolchevique por ser amigo dos "negros", isto é, os nativos do lugar... + no Submarino

4 - A Flor da Inglaterra: Londres, 1934.O poeta Gordon Comstock declara guerra ao "deus-dinheiro". Chegando aos trinta anos e maltratado pela pobreza, Gordon desiste de um "bom emprego" em uma agência de publicidade para se tornar vendedor de uma pequena livraria. Sempre à míngua de dinheiro, ele inicia um declínio rápido e aparentemente sem volta ao inferno da pobreza extrema e da solidão que ela acarreta...+ no Submarino

5 - Caminho para Wigan Pier: Neste livro, vemos o futuro e celebrado autor de clássicos universais já em plena florescência de seu projeto literário e existencial, que o levou a abandonar os privilégios de sua classe, a execrar qualquer forma de imperialismo e a mergulhar de corpo e alma na vida dos trabalhadores pobres e dos excluídos sociais. [Comprar]

6 - Na Pior em Paris e Londres: No final do anos 20, decidido a tornar-se escritor, o jovem Eric Arthur Blair resolveu viver uma experiência pioneira e radical: submeter-se à pobreza extrema - e depois narrá-la. Em 1928, instalou-se em Paris com algumas economias e começou a dar aulas de inglês - mas em pouco tempo perdeu os alunos e foi roubado. Sem dinheiro, passou fome, penhorou as próprias roupas, trabalhou em restaurantes sórdidos e por fim partiu para a Inglaterra. Enquanto esperava por um emprego incerto, radicalizou ainda mais sua experiência convivendo intensamente com os mendigos de Londres, perambulando de albergue em albergue, atrás de dormida, comida e tabaco. É essa vivência miserável que Orwell relata com humor e indignação, distanciamento e participação.[Comprar]

7 - Um Pouco de Ar, Por favor!: A 1ª Guerra Mundial, 18 anos como vendedor de seguros de vida e o casamento com a melancólica Hilda, haviam deixado apenas um sabor de morte na vida de George Bowling... Tais circunstâncias aliadas ao medo de uma nova guerra, levaram a sua mente a recuar e a refugiar-se na paz de sua infância, vivida em uma pequena cidade do interior. Porém, a viagem de volta levou-o a desiludir-se por completo, pois mais uma vez chapinhou no lodaçal da rotina, da frustação e da abaladora confusão, tendo agora - por acréscimo - a sombra ameaçadora de 1984 agigantando-se à distancia.[Comprar]



7 Livros de George Orwell para ter na estante... 7 Livros de George Orwell para ter na estante... Reviewed by Douglas Eralldo on segunda-feira, junho 11, 2012 Rating: 5

13 comentários

  1. Teria alguma cronologia para eu ler os livros, ou tanto faz tanto fez a ordem que lerei?

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  3. A Pessoa remove meu comentário, mas não respondeo o que eu deixei aqui.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem todos os comentários são respondidos. Informações mais detalhadas são sempre pelo e-mail da página de contato!

      Excluir
  4. Sim, mas deletaram meu comentario e não enviaram nada para meu email.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não envio e-mail respondendo comentários.

      Excluir
  5. O Douglas, você esta se contradizendo, disse na resposta acima que "Informações mais detalhadas são sempre pelo e-mail da página de contato!" Agora esta dizendo que não responde comentários por emails, por favor me ajude ai.

    ResponderExcluir
  6. Qual foi sua pergunta, Jeferson?

    ResponderExcluir
  7. Douglas Eraldo não é muito bom em cativar leitores, huh? risos Que tal botar um pouquinho de simpatia nas respostas?

    ResponderExcluir
  8. Paola, dias ruins respostas, ruins ;) estou procurando melhorar!

    ResponderExcluir
  9. Não se pode deixar abalar por um dia ruim, quando já teve mil dias bons..

    ResponderExcluir