Header Ads

10 Bons motivos para conhecer Indivíduo desconhecido, alcunha O ceifador

No post de hoje convidamos vocês a conhecer mais uma novidade nacional lançada ao longo de 2020: Indivíduo desconhecido, alcunha O Ceifador, do autor Leandro Ribinski; confira 10 bons motivos para dar aquela olhada na obra:



1 - Para quem curte literatura fantástica, especialmente as narrativas distópicas, esse é o olhar do autor, que segundo o próprio, o livro "é um retrato da minha visão política relativo a grupos supremacistas", portanto, conectado com estes tempos tumultuados;

2 - A narrativa se passa em 2027, após a 3ª Guerra Mundial e a Guerra Civil dos 4 anos ocorrida no Brasil, instaura-se a nação de Nova Brazilis, sob um regime autoritário, teocrático e fascista. Vejamos que o livro é mais uma obra a somar-se nas preocupações das junções de política e religião;

3 - Nesse cenário, Passaram-se sete anos desde a Terceira Guerra Mundial. A Guerra Civil dos 4 Anos veio logo em seguida e a conclusão dela foi terrível aos brasileiros. Milhões de mortos, um regime autoritário, teocrático e fascista entra em vigor;

4 - Com isso, A democracia foi esquecida. Tornou-se uma mera lembrança, entre os sobreviventes. Mas este Regime já foi longe demais. Para quem perde a família, a dignidade, e a liberdade, perder o medo é uma consequência, e a Vingança; o único objetivo enquanto vivo;

5 - Tudo isso indica-nos então, uma narrativa marcada pela ação e pelo combate, marcada também pela presença de seu próprio herói a lutar contra o sistema e um cuidado com os detalhes, como no caso  das notas de rodapé, são 41 ao todo, descrevendo lugares, personagens históricos, armamento militar e entidades fantásticas, buscando trazer o leitor para o universo do livro;

6 - O bacana é que você pode acessar o site da editora Viseu e encontrar as lojas em que a obra está à venda; são diferentes possibilidades, entre elas, na Amazon, onde o livro está por um preço bem legal;

7 - Segundo o escritor Leandro Ribinski, 40 anos,  é "aficionado por política e literatura russa. Dostoievski e Gogol são seus autores preferidos" de modo que estas são algumas de suas influências e referências em sua compreensão do literário;

8 - De acordo com o autor, o livro se trata de um thriller político/psicológico, onde o autor expressa sua paixão pelo direito à liberdade e a vida. Ainda, conforme Libinski, algo que tem chamado a atenção dos leitores é "a caracterização dos personagens", pois tem recebido feedback de muitos leitores sobre o tema;

9 - Para quem se interessou ou ficou curioso com o universo do livro, uma possibilidade legal é curtir a página do livro onde é possível não apenas acompanhar as novidades sobre a publicação, mas também entrar em contato com o autor;


10- Enfim, sempre é bacana dar aquela curtida nas novidades nacionais e ver o que anda acontecendo neste cenário; além disso, para quem curte uma distopia e uma narrativa com reflexões e debates políticos, especialmente os presentes debates de nossa sociedade.

Nenhum comentário