10 Técnicas para "prender" leitores no livro

Antes de mais nada, não, definitivamente não quer dizer que obras que não contenham estas técnicas não conseguem aprisionar seus leitores; tampouco quer dizer que tais obras sejam boas ou más, a lista de hoje é apenas uma seleção com elementos comuns que conseguem "aprisionar" seus leitores com certa facilidade, além de proporcionar uma leitura voraz do texto. No post de hoje confira 10 técnicas que deixam os leitores "presos" no livro:

1 - Capítulos Curtos: Livros com capítulos de formatação curta geralmente são acompanhados por declarações como "impossível parar de ler", sendo esta técnica bastante disseminada em thrillers. No entanto, não só vemos isso em romances policiais ou outras obras de cultura de massa, mas também em clássicos aclamados como Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis;

2 - Ganchos: Qual leitor nunca foi arrebatado por ganchos (Insinuação de algo intenso por vir)? Enfim, seja no capítulo curto ou em capítulos mais longos, os ganchos aos finais de capítulo são uma verdadeira prisão, e, se forem bem elaborados, o leitor iniciará a leitura do capítulo seguinte no mesmo instante. O gancho é como se fosse um anzol fisgando o leitor a cada novo capítulo;

3 - Contagem Regressiva (ou Decrescente): Outra técnica bastante comum dos thrillers é a utilização de contagens regressivas no decorrer da narrativa.Tal técnica consegue mexer com as percepções temporais do leitor, e, em geral é para imbuir de tensão o ambiente, como na contagem para explosão de uma bomba, para chegar até um alvo, etc... O poder dessa contagem decrescente é tão forte, que não por coincidência o romance E Não Sobrou Nenhum, de Agatha Christie totalmente formatado sobre uma contagem regressiva é tido como um dos melhores romances policiais de todos os tempos;

4 - Linearidade: Obras lineares também conseguem ser mais atrativas aos leitores, pois rompimentos temporais geralmente provocam estranhamento inicial, e de certa forma nos exigem mais quanto leitores. Por isso, um romance linear consegue manter o leitor mais próximo a ele. E isto não é necessariamente algo condenável, ótimos romances como Os Ratos, de Dyonélio Machado são lineares, e mesmo assim não perdem status;

5 - Superfície rasa: Não condene este item antes de avaliar melhor. Nem sempre uma superfície rasa significa uma obra de menor qualidade (embora na maioria dos casos seja isso mesmo). Muitas vezes o autor pode optar por apresentar suas complexidades numa camada inferior ao texto, e com isso manter o leitor "preso". Um exemplo são As Crônicas do Gelo e do Fogo, de George R. R. Martin, cuja superfície é bem simples até, lutas, sexo, dança e manjares, no entanto para além da superfície da ação, está toda a complexidade que constitui suas personagens na camada do não-dito que logo os leitores vão compreendendo;

6 - Humor: Talvez seja o item mais pessoal desta lista, mas sei o quanto o humor pode nos manter atentos à leitura, ainda que num livro sombrio. Mesmo nas histórias mais escabrosas, a presença do humor consegue grudar mais o leitor na obra;

7 - Personagens-Espelho: Se no livro, um ou outro personagem de certa forma espelhar o leitor, é mais uma garantia de que ele se mantenha atento ao livro, isso porque geralmente tentamos nos reconhecer, seja nas personagens dos livros, dos filmes, das novelas... Quando nos reconhecemos, ou então reconhecemos coisas próximas, temos a tendência maior de gostar daquilo;

8 - Linguagem simples: Não confundam este item com falta de linguagem, linguagem descuidada, etc... Um livro é expresso pela linguagem, por isso o leitor precisa compreende-la e decodifica-la, e a utilização de estruturas simplificadas de linguagem auxiliam a manter o leitor na obra. Livros com muitas inovações (ou no pior dos casos, invencionices) fará com que o leitor tenha de deixar o livro, para antes compreender a linguagem;

9 - Spoiler: Uma técnica (semelhante ao gancho) que muitas vezes também funciona é o autor revelar algum spoiler já de cara, no entanto um spoiler que irá atrair o interesse do leitor, como mais uma vez o caso de Memórias Póstumas de Brás Cubas em que o autor já nos diz que aconteceu, e isso nos cria interesse. Nessa técnica, vale desde adiantar uma tragédia, ou anunciar algo com o qual os leitores devam estar preparados;

10 - Interatividade: Em muitas publicações os autores optam por um narrador que constantemente dialoga com o narratário, criando uma espécie de conversa intima, que funciona para deixar o leitor a vontade com o texto, e assim, levar "a conversa" em frente.

Que acharam destas dicas? O que faz vocês não conseguirem largar um livro?
10 Técnicas para "prender" leitores no livro 10 Técnicas para "prender" leitores no livro Reviewed by Douglas Eralldo on quinta-feira, outubro 01, 2015 Rating: 5

Nenhum comentário