10 Considerações sobre Eu Fico Loko, ou porque eu também fico louco...

O Blog Listas Literárias leu Eu Fico Loko, de Christian Figueiredo de Caldas publicado pela editora Novo Conceito através do selo Novas Páginas; neste post confira as 10 considerações sobre o livro:

1 - Eu Fico Loko foi um destes livros que resolvi ler sem muita explicação, já que de antemão digo que este não é um dos meus estilos preferidos. No entanto, talvez por causa do projeto gráfico atrativo, ou pela curiosidade sobre a transposição de mídias me levou a ler este trabalho, que como leitura pouco ou nada agrega, e é sobre isso que em parte discorrerá esta avaliação;

2 - Antes de entrar em maiores detalhes, cabe dizer aqui que a editora Novo Conceito realizou um trabalho interessante quanto a seu projeto gráfico que estimula o interesse na leitura já que seu miolo se aproxima à montagem de uma revista e dá a sensação de apresentar-se com uma linguagem antenada ao público que se dirige;

3 - Quanto ao livro em si, é a reunião de uma série de crônicas de seu jovem autor que se tornou um sucesso no Youtube. Seu texto pretende apresentar-se como um misto de biografia e análise filosofal do universo adolescente, mas é justamente por seu conteúdo que o livro se revela desinteressante;

4 - A começar pelo desfile de clichês adolescentes que abalam qualquer credibilidade do que se pretende contar. E não posso sequer ser penalizado por me incomodar com os clichês, já que estes são tão presentes que o próprio autor não cansa de enumerá-los ao longo de suas crônicas;

5 - Além disso, o próprio autor tenta passar a sensação de viver dentro de um típico filme, e aqui mais uma vez não perde a chance de enumerar estas sensações;

6 - Na verdade, o livro passeia de forma bastante rasa em temas juvenis que temos acompanhado há anos em diferentes produções, de Barrados no Baile a The O.C, até mesmo assuntos que vem e voltam com a interminável Malhação, ou coisas que fizeram de Confissões de Adolescente um sucesso. A diferença entre tais produções e o livro é que as primeiras em algum momento conseguiram certo grau de relevância e seriedade;

7 - Ou seja, Eu Fico Loko não traz nada de novo, ao mesmo tempo que espanta por tamanho furor sobre a publicação;

8 - No mais, embora sem intenção, o máximo que o livro pode nos revelar é o quanto a jovem classe média brasileira tem se tornado alienada e dispersa do mundo que até mesmo suas histórias repetem tudo aquilo que já vimos por aí, tudo ampliado é claro através das redes sociais;

9 - No final de tudo fica difícil separar do texto do autor o que é real, ou o que ele vislumbrou pela TV ou computador. Suas crônicas parecem mesclar ficção com vivência, e aí sua aproximação máxima com os tempos atuais onde tudo é maquiado com photoshop para vender histórias alternativas na internet, onde tudo parece ter uma cor a mais que o que é real;

10 - Enfim, Eu Fico Loko é um livro para quem tem um tempo sobrando e não se preocupe em encontrar mais do mesmo. Com crônicas que não passam do clichê é um trabalho raso e que sinceramente é de se enlouquecer quando percebemos que há seguidores de algo de valor tão pequeno diante grandes trabalhos que já debateram o universo juvenil.

:: + na Saraiva ::


10 Considerações sobre Eu Fico Loko, ou porque eu também fico louco... 10 Considerações sobre Eu Fico Loko, ou porque eu também fico louco... Reviewed by Douglas Eralldo on terça-feira, fevereiro 17, 2015 Rating: 5

Um comentário