10 Considerações sobre A Lista do Nunca, ou como jogos mentais são eletrizantes...

O Blog Listas Literárias leu A Lista do Nunca - Quando a Ficção é Tão Assustadora Quanto a Realidade, de Koethi Zan, publicado pela editora Paralela, e posta aqui suas 10 considerações sobre o livro:

1 - A Lista do Nunca, de Koethi Zan é um Thriller eletrizante capaz de aterrorizar e surpreender o seu leitor até as últimas páginas do livro;

2 - Narrado em primeira pessoa pela protagonista Sarah, o livro é um intenso jogo mental cuja trama é impactante e demonstra o quão macabro pode ser o ser humano. E para piorar, não raro encontramos paralelos desta ficção em nosso mundo real;

3 - Aliás, embora a excelente narrativa, tem algo que não me passou despercebido é de que Sarah acaba conseguindo como se fosse um narrador em terceira pessoa conhecer intimamente os demais personagens do livro. No entanto isso não afeta em nada a continuidade e a forma dinâmica que a trama se desenvolve;

4 - É possível dizer que o livro se divide em dois Trillers, unindo o presente de Sarah em sua jornada para conviver com seus dramas passados, e com o enredo do seu próprio passado que é de toda forma assustador, e vai se revelando aos poucos com flasbacks que como disse, em intensos jogos mentais acaba iludindo o leitor, até levar um desfecho inesperado;

5 - Mesmo sendo Sarah a protagonista do livro, é inegável que dentre é Tracy a personagem de caráter mais firme e irrepreensível, o que a torna um dos pontos fortes do livro;

6 - Aliás, é preciso reconhecer que Jack Derber, o antagonista deste suspense, é um dos mais detestáveis e tenebrosos vilões dos Thrillers, tamanha crueldade e frieza dos seus atos, que a cada nova descoberta se tornam monstruosos;

7 - Essa monstruosidade de Jack Derber e as lembranças de Sarah acaba apresentando aos leitores especialmente em sua parte final produzem cenas impactantes, capazes de tirar o fôlego do leitor diante determinadas situações em que o individuo é levado ao extremo de sua consciência;

8 - A Lista do Nunca mergulha no submundo, e afunda no que há de pior na humanidade, e isso tudo de um modo muito realístico falando de aproveitadores, depravados, usurpadores, e mentes dominadas da pior maneira possível;

9 - Capaz de nos pregar grandes surpresas o livro em sua parte final proporciona grandes e inesperadas reviravoltas. Ainda assim, seu final, especialmente seu capítulo final me decepcionou um pouco em virtude de alguns ganchos que acabaram ficando em aberto;

10 - Enfim, A Lista do Nunca, é uma leitura firme e crua, e pode até mesmo chocar ao revelar o quanto de maldade pode ser feita pelos homens, e por isso mesmo dá para incluir mais um item na lista: Nunca deixe de ler este livro. Pode te ajudar em casos de emergência;



  
10 Considerações sobre A Lista do Nunca, ou como jogos mentais são eletrizantes... 10 Considerações sobre A Lista do Nunca, ou como jogos mentais são eletrizantes... Reviewed by Douglas Eralldo on terça-feira, outubro 08, 2013 Rating: 5

Um comentário

  1. Aquele momento em que você termina de ler um livro, e não sabe o que fazer. Perplexa, Abismada com o que acabou de ler. Em choque para ser mais especifica. Ainda não consigo raciocinar direito, mas vocês deveriam ler esse livro.
    Esse é o livro se você está procurando algo de tirar o folego. Um livro que envolve Psicopatas Sociopatas, Sadomasoquismo, pânico e mistério, muitos mistérios.

    ResponderExcluir